Bruno Oliveira comemora ‘renascimento’ com Bustos e quer vitória no Sul: “Tem que respeitar o Santos FC”

Contratado pelo Santos FC no início do ano, Bruno Oliveira havia perdido espaço no elenco após a chegada do técnico Fabián Bustos. Após quase três meses sem entrar em campo, porém, o meia voltou ao time no empate contra o Banfield, no último dia 24, e desde então vem sendo peça importante, entrando em quatro dos últimos cinco jogos do Peixe.

Contra o Atlético-MG, no último sábado (11), Bruninho, como é chamado no elenco, entrou bem durante o segundo tempo e quase balançou as redes em duas oportunidades no fim da partida. Já diante do Internacional, na última quarta (8), o meia foi responsável pela assistência para o gol de Lucas Braga.

À disposição para o duelo com o Juventude nesta terça-feira (14), às 21h30, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, Bruno Oliveira agradeceu a chance dada pelo técnico Fabián Bustos e comemorou a boa fase.

“Ah, se Deus quiser vai sair esse gol em breve. O Everson fez dois milagres ali, no primeiro chute eu já estava até saindo para comemorar, mas todo mérito foi dele, uma grande defesa. Estou muito feliz com esse meu momento. Sou profissional e nunca deixei de trabalhar. Sempre fiz o que o professor pediu, ele me deu uma oportunidade e eu soube aproveitar bem. Espero continuar evoluindo com essa camisa. O professor Bustos sempre me deu dicas de como deveria jogar e o estilo que eu poderia adotar para jogar com ele, e isso me ajudou bastante”, afirmou o camisa 40.

Vindo de três empates seguidos no Brasileirão (contra Athletico-PR, Internacional e Atlético-MG, respectivamente), o Santos FC ocupa a 11ª colocação, com 14 pontos. Para Bruno Oliveira, o Alvinegro Praiano precisa bater o Juventude para encostar nos líderes do torneio nacional.

“A gente tem que buscar os três pontos de qualquer jeito contra o Juventude para o ponto que conseguimos contra o Atlético-MG ter valido a pena. E a gente vai para cima buscar essa vitória, com todo respeito ao adversário que é uma boa equipe, mas tem que respeitar o Santos FC”, concluiu o meia

(Foto: Ivan Storti/ Santos FC)