Jean Mota decide e Santos FC vence Delfin fora de casa pela Conmebol Libertadores

Jean Mota decide e Santos FC vence Delfin fora de casa pela Conmebol Libertadores

O Santos Futebol Clube viajou até Manta, no Equador, nesta quinta-feira (24), para enfrentar a equipe do Delfin, em duelo válido pela 4ª rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores de 2020, e venceu pelo placar de 2 a 1. Os gols alvinegros desta importante vitória fora de casa foram marcados por Marinho e Jean Mota. Com o resultado, o Peixe segue invicto na Libertadores, com 10 pontos conquistados em quatro rodadas.

O próximo desafio dos comandados de Cuca pela competição continental será contra o Olimpia, na próxima quinta-feira (1/10), no Paraguai. Um empate neste duelo garantirá a classificação para as oitavas de final do certame. Antes deste confronto, no entanto, o Peixe enfrentará o Fortaleza na Vila Belmiro, no domingo (28), pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Apoie o Peixe! Assim como nas nove partidas anteriores na Vila Belmiro, na próxima como mandante o Santos FC terá bonecos com semblantes de seus torcedores nas arquibancadas, como forma de apoiar nossos jogadores neste momento difícil sem a fundamental presença física do nosso principal patrimônio. Confira aqui como participar com seu boneco oficial.

O jogo – A primeira grande oportunidade deste duelo em solo equatoriano saiu de pés alvinegros. Aos 2 minutos, Soteldo recebeu, avançou, cortou a marcação e chutou cruzado, assustando o goleiro Corozo. O Delfin tentou responder três minutos depois com Valencia, em chute forte, bem defendido por João Paulo.

Os dois lances seguintes foram de pressão do Peixe: o primeiro deles com Kaio Jorge, aos 9′, que por pouco não recebeu limpo boa bola de Pituca; e o seguinte com Marinho, aos 10′, que acabou sendo travado na hora da finalização – Sánchez, no rebote, também foi interceptado. Após muita pressão alvinegra, aos 17 minutos, em grande jogada de Soteldo pela esquerda, Marinho recebeu boa bola pelo alto e testou firme para o fundo do gol de Corozo: placar aberto para o Peixão no Equador.

Marinho abriu o placar para o Peixe no Equador

A segunda etapa começou com o Peixe querendo mais. Aos 5 minutos, Marinho recebeu bom cruzamento de Felipe Jonatan e soltou a bomba – ela foi por cima do gol, assustando Corozo. Aos 9′, em nova oportunidade para o Peixe, Kaio Jorge recebeu pelo alto, mas não conseguiu cabecear de forma certeira, deixando fácil pro arqueiro adversário. O Delfin tentou responder no lance seguinte com Janner Corozo, que cabeceou pra fora após receber pelo alto de Valencia. Após duas boas oportunidades de Arthur Gomes nos lances seguintes, o Delfin conseguiu empatar aos 29′ com Rojas.

Quando a partida começava a esfriar no Equador, Cuca fez a alteração decisiva: aos 35 minutos colocou Jean Mota e, no minuto seguinte, Raniel acionou o meia pela direita, que dentro da área chegou batendo forte, alto, sem chance para Corozo, sacramentando o fundamental triunfo alvinegro longe da Vila Belmiro: 2 a 1 em Manta.

FICHA TÉCNICA

Delfin 1 x 2 SANTOS

Local: Estadio Jocay, em Manta (EQU);

Data: quinta-feira, 24 de setembro de 2020;

Horário: 23h (de Brasília);

Gols: Marinho (17′ 1ºT), Rojas (29′ 2ºT), Jean Mota (36′ 2ºT);

Cartões Amarelos: Cangá (DEL), Nazareno (DEL) Valencia (DEL), Pará (SAN), Lucas Veríssimo (SAN), Luan (SAN), Marinho (SAN);

Cartão Vermelho: Carlos Rodriguez (DEL);

Delfin: Dennis Corozo, Jonathan Gonzalez (Cifuente), Cangá, Carlos Rodriguez, Nazareno, Velez, Ortiz, Villalva (Rojas), Janner Corozo, Valencia (Benitez), Garces. Técnico: Miguel Zahzu.

SANTOS: João Paulo, Pará, Lucas Veríssimo (Alex), Luan Peres, Felipe Jonatan, Diego Pituca, Carlos Sanchez (Lucas Lourenço), Arthur Gomes (Raniel), Marinho, Kaio Jorge (Jean Mota), Soteldo. Técnico: Cuca.

(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Por: Bruno Secco