Uma goleada inesquecível

Uma goleada inesquecível

Por Gabriel Santana, do Centro de Memória

Lá se vão 87 anos do primeiro 7 a 1 no Clássico Alvinegro. Era um domingo, 8 de maio de 1932, pelo Campeonato Paulista, e o eufórico público da Vila Belmiro viu o Santos aplicar essa estonteante goleada no Corinthians, um de seus maiores rivais.

O primeiro tempo já terminou 3 a 0, com dois gols de Feitiço e um de Logu. A equipe corintiana tentou uma reação no começo da segunda etapa e Staffen diminuiu o marcador, mas o Alvinegro Praiano retomou o domínio do jogo e marcou mais quatro vezes: Natinho fez dois; Victor Gonçalves, um, e o artilheiro Feitiço marcou o seu terceiro gol no jogo, fechando o marcador.

Nessa partida de tão boas recordações a equipe santista formou com Athié, Silvio e Pinheiro; Floriano, Agostinho e Abreu; Natinho, Camarão, Feitiço, Victor Gonçalves e Logu. O técnico do time era o diretor geral de esportes do clube, Urbano Caldeira.

13 gols em um só dia!

Na partida preliminar, pelo Campeonato Paulista de Segundos Quadros, o Peixe também goleou o arquirrival, por 6 a 1, formando com Victor Lovecchio, Meira e Amorim; Roberto, Zinho, Oswaldo e Paiva; Armandinho, Catitu, Cepo e Magalhães. Ou seja, em um mesmo dia os torcedores que foram à Vila Belmiro viram o Alvinegro fazer 13 gols no seu rival da Capital.

Outras goleadas

Cinco anos antes o Santos já tinha goleado o Corinthians por 8 a 3, na Capital, mas a segunda vez em que o Alvinegro mais famoso do mundo derrotou o rival marcando sete gols ocorreu em 5 de dezembro de 1964, no Pacaembu, em partida do Campeonato Paulista que terminou com a goleada de 7 a 4 – com quatro gols do Rei Pelé e três do Príncipe Coutinho.