Um 7 a 1 no sábado à noite

Um 7 a 1 no sábado à noite

Gabriel Santana, do Centro de Memória

Todos esperam algo de um sábado à noite. E naquela noite de sábado, 11 de março de 1961, o público carioca pôde ver muito mais do que esperava. O Santos não tomou conhecimento do Flamengo e aplicou-lhe uma goleada inesquecível de 7 a 1, em pleno Maracanã, em partida válida pelo Torneio Rio-São Paulo.

O Rei Pelé marcou três, Pepe outros dois e Coutinho e Dorval completaram a grandiosa vitória. Só no segundo tempo foram cinco gols em exatamente 15 minutos.

O retumbante triunfo santista foi contemplado por 87.868 pagantes e mais 2.350 espectadores. No dia seguinte, a imprensa esportiva carioca, ainda atônita com o resultado, assim se pronunciou: “A que ponto chegamos! Um clube vir de Santos e desfilar sua arte em nossa casa e ainda ter a descortesia de nos humilhar com uma goleada humilhante e impiedosa”.

No retrospecto, vantagem santista

O Alvinegro da Vila Mais Famosa do Mundo já enfrentou o rubro-negro carioca em 124 oportunidades, tendo vencido 46, empatado 35 e perdido 43 partidas, marcando 184 e sofrendo 167 gols.

O primeiro encontro entre as equipes ocorreu em 4 de julho de 1920, um domingo, na Vila Belmiro, em partida amistosa que também terminou com uma goleada santista, dessa vez por 6 a 0. Nesse jogo atuaram os quatro primeiros jogadores do Santos que serviram à Seleção Brasileira: Adolpho Millon Jr., Arnaldo Silveira, Constantino e Castellano. Os quatro marcaram gols na goleada, sendo que Ary e Castellano fizeram dois.