Soteldo marca gol histórico, Santos FC goleia Cruzeiro na Vila Belmiro e garante fase de grupos na Copa Libertadores 2020

Soteldo marca gol histórico, Santos FC goleia Cruzeiro na Vila Belmiro e garante fase de grupos na Copa Libertadores 2020

O Santos Futebol Clube recebeu a equipe do Cruzeiro na noite deste sábado (23), na Vila Belmiro, em partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, e venceu pelo placar de 4 a 1. Os gols santistas foram marcados por Eduardo Sasha, Marinho, Diego Pituca e Soteldo. Na semana em que o gol 1000 do Rei Pelé completou 50 anos, o venezuelano, com o 3º em cima do Cruzeiro, honrou a sagrada camisa 10 e marcou também o gol 1000 do Santos FC na era de pontos corridos do Brasileirão – algo inédito e histórico no Campeonato.

Com o resultado, o Peixe chegou aos 68 pontos no Brasileirão e garantiu matematicamente sua vaga para a fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2020. O próximo duelo do alvinegro praiano pelo certame nacional será contra a equipe do Fortaleza, na quinta-feira (28), fora de casa. Já o jogo seguinte será contra a equipe da Chapecoense, na Vila Belmiro, e os ingressos já estão à venda para os sócios do alvinegro praiano.

O jogo – A partida começou agitada na Vila Belmiro. Com as duas equipes construindo jogadas no meio de campo, a primeira certeira acabou saindo dos pés do Peixe: Carlos Sánchez, que ao longo do jogo teria atuação inspirada, lançou para Eduardo Sasha, que até conseguiu desviar, mas parou em Fábio. Quando o Santos FC conseguia mostrar superioridade diante do Cruzeiro, um balde de água fria: Orejuela recebeu de Thiago Neves aos 13 minutos e finalizou de forma certeira para o gol. O Peixe não se abateu e seguiu exercendo pressão em cima do Cruzeiro, até ser recompensado dez minutos depois: Evandro recebeu de Sánchez, achou Sasha sem marcação e tocou para o artilheiro anotar mais uma no Brasileiro.

A partir da igualdade no marcador, só deu Peixe na partida. Aos 26′ Carlos Sánchez recebeu pelo alto de Gustavo Henrique e bateu pra fora. Dois minutos depois, Soteldo aproveitou chance criada por Evandro e bateu rasteiro, passando perto da virada. Perto do final do primeiro tempo, Gustavo Henrique aproveitou boa cobrança de falta de Sánchez e cabeceou a gol, mas a arbitragem flagrou irregularidade em seu posicionamento.

A segunda etapa começou com mais chances para o lado alvinegro. Marinho descolou boa jogada pela direita aos 8 minutos, mas Sánchez, no ato da finalização, acabou interceptado por Cacá. No lance seguinte, um golaço: Marinho passou por dois marcadores do Cruzeiro, limpou para a esquerda e chutou sem chances para Fábio. Minutos depois, Evandro tentou aproveitar cobrança de falta de Carlos Sánchez, mas nenhuma cabeça a empurrou para as redes.

Aos 19 minutos, um gol histórico na Vila Belmiro: após uma semana de comemorações em homenagem aos 50 anos do gol 1000 do Rei Pelé, o venezuelano honrou a coroa e o número de sua camisa e anotou o milésimo tento do Peixe na era de pontos corridos do Campeonato Brasileiro, iniciada no ano de 2003. Carlos Sánchez, dono de grande atuação, foi quem deu a assistência, após passe de Marinho. Após a história feita, o alvinegro praiano basicamente administrou o resultado favorável pelos minutos seguintes, sem dar brechas para a equipe celeste diminuir.

Perto do final da partida, debaixo de muita chuva, o futuro papai Diego Pituca ainda teve tempo de aproveitar mais uma boa bola de Evandro para anotar o quarto do Peixe e dar números finais ao marcador.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 4 x 1 Cruzeiro

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP);

Data: sábado, 23 de novembro de 2019;

Horário: 21h (de Brasília);

Cartões Amarelos: Egídio (CRU), Gustavo Henrique (SAN), Marinho (SAN);

Gols: Orejuela (13′ 1ºT), Eduardo Sasha (22′ 1ºT), Marinho (2′ 2ºT), Soteldo (19′ 2ºT), Diego Pituca (44′ 2ºT);

SANTOS FC: Everson, Pará, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique, Felipe Jonatan (Luan Peres), Alison, Carlos Sánchez, Evandro, Marinho, Eduardo Sasha (Pituca), Soteldo (Kaio Jorge). Técnico: Jorge Sampaoli.

Cruzeiro: Fábio, Orejuela, Cacá, Fabrício Bruno, Egídio, Henrique, Ederson, Robinho (Ezequiel), Thiago Neves (Marquinhos Gabriel), David, Sassá (Joel). Técnico: Abel Braga.

(Foto: Ivan Storti/Santos FC)