Santos x Chape, esse jogo vale muito

Santos x Chape, esse jogo vale muito

Por Odir Cunha, do Centro de Memória

Estatísticas por Guilherme Guarche

A apenas três rodadas do final do Campeonato Brasileiro de 2019, o Santos fará neste domingo, às 19 horas, na Vila Belmiro, o único jogo dos três em que pode ser considerado favorito. Afinal, busca a segunda posição no campeonato e venceu os quatro confrontos anteriores contra Chapecoense jogados no Urbano Caldeira. Porém, nunca é demais lembrar, até para se manter alerta, que no ano passado, no Pacaembu, o time catarinense venceu por 1 a 0.

Nos quatro mandos de campo que o Santos trouxe para a Vila Belmiro, todos pelo Brasileiro, o Alvinegro Praiano obteve quatro vitórias, marcou 10 gols e sofreu apenas um. Em 2014 e 2016 venceu os jogos por  3 a 0, fez 3 a 1 em 2015 e 1 a 0 em 2017.

No retrospecto geral dos 11 confrontos entre os dois times, o Santos venceu seis vezes, empatou dois e perdeu três, marcou 13 gols e sofreu seis. A maior derrota do Alvinegro Praiano foi um 0 a 2, em Chapecó, pelo segundo turno do Brasileiro de 2017.

Na Vila Belmiro, a vitória santista mais recente ocorreu em 19 de julho de 2017, pelo primeiro turno do Brasileiro, quando, depois de um primeiro tempo disputado e sem gols, o meia argentino Emiliano Vecchio avançou pela direita, driblou o goleiro Jandrei e chutou quase sem ângulo para marcar o único gol do jogo e o seu único gol pelo Santos.

Líder de pódios no Brasileiro

Quem não acha que “o segundo colocado é o primeiro dos últimos”, quem sabe que a regularidade é uma característica dos grandes times, sabe também que nem sempre é possível subir todos os degraus do pódio, mas é sinal inequívoco de grandeza fazer parte dele o maior número de vezes possível. E o nosso Santos não só é o time que mais vezes foi vice-campeão brasileiro, como aquele que mais subiu nesse pódio imaginário que separa o trio dianteiro dos demais competidores.

Desde que o primeiro título brasileiro foi disputado, na Taça Brasil de 1959, o Santos já foi sete vezes vice-campeão (ao menos em duas delas depois de tremendamente prejudicado pela arbitragem, como sabemos), uma a mais do que São Paulo e Internacional, duas a mais que Cruzeiro e Atlético Mineiro.

E por falar em pódio, desde que ganhe ao menos um ponto nessa partida contra a Chapecoense, o Santos garantirá, no mínimo, a medalha de bronze, ou melhor, a terceira posição no campeonato, já que Atlético Paranaense e Grêmio não poderiam mais alcançá-lo.

Outra prova importante da regularidade santista na história do Campeonato Brasileiro é o fato de ser o time que mais vezes ocupou esse pódio do qual estamos falando: com oito títulos, sete segundos lugares e três terceiros, o Santos se colocou 18 vezes entre os três primeiros, contra 16 do Internacional, 15 de São Paulo e Cruzeiro e 14 do Grêmio, para ficar só com os cinco primeiros. O Palmeiras deverá ir a 15 pódios em 2019 e o Flamengo, com o título, chegou ao seu 12º. O Alvinegro, com apenas um empate no domingo, alcançará sua 19ª vez entre os três primeiros.

Artilheiros santistas do confronto

1 – Ricardo Oliveira, dois gols.
2 – Diego Cardoso, Bruno Uvini, Gabriel, Geuvânio, Rodrigão Gomes, Copete, Yuri, Lucas Lima, Vecchio e Gum (contra), 1 gol.