Santos nunca perdeu para o Mirassol

Santos nunca perdeu para o Mirassol

Gabriel Pierin, do Centro de Memória

Em seis confrontos, todos pelo Campeonato Paulista, o Santos jamais perdeu para o Mirassol. Só uma dessas partidas foi realizada no Pacaembu, onde voltarão a se enfrentar neste sábado, às 17 horas.

O duelo entre as equipes é recente. Em quase 11 anos de confronto, desde 2008, foram cinco vitórias santistas e um empate, com o Alvinegro marcando 13 gols e sofrendo cinco.

A única partida entre ambos no Pacaembu foi disputada em 19 de janeiro de 2011, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. O atrativo maior daquela noite de quarta-feira era a volta do ídolo Elano.

Vitorioso na conquista do inesquecível Campeonato Brasileiro de 2002, Elano retornava ao clube que o consagrou para jogar ao lado de outros craques mais jovens, como Neymar e Paulo Henrique Ganso, que, curiosamente, não participaram daquele jogo.

Neymar havia sido convocado pela Seleção Brasileira sub 20 e Ganso se recuperava de uma lesão no joelho. Mas a ausência da dupla não diminuiu o ímpeto santista. Após uma vitória convincente sobre o Linense, por 4 a 1, na estreia do campeonato, o Santos continuava irresistível.

O Mirassol, do técnico Ivan Baitelo, não foi páreo para o Alvinegro de Adílson Batista, que venceu por 3 a 0, com dois gols de Zé Eduardo e um de Maikon Leite. Mesmo ainda fora de ritmo, Elano jogou toda a partida e foi o responsável por um passe magistral para Zé Eduardo, o “Zé Love”, ampliar o marcador aos dois minutos do segundo tempo.

Com vitórias sobre o São Paulo, na semifinal, e o Corinthians, na final, o Santos terminou conquistando o Bicampeonato Paulista daquele ano, ao mesmo tempo em que abria caminho para a sonhada conquista do Tri da Copa Libertadores. Um ano, enfim, que não vai sair da memória do torcedor santista.

Estatísticas do confronto 

Por Guilherme Gomez Guarche e Gabriel Santana

Como já foi dito acima, o Santos tem cinco vitórias e um empate contra o Mirassol, com 13 gols marcados e cinco sofridos.
Os maiores artilheiros do confronto são Zé Eduardo e Giva, com dois gols. Marcaram, ainda, Marcinho Guerreiro, Kléber Pereira, Roni, Wesley, Madson, Maikon Leite, Juan, Borges e Edu Dracena, todos com um gol.

Primeiro jogo, virada na Vila

Santos e Mirassol se enfrentaram pela primeira vez em 12 de março de 2008, uma quarta-feira à noite, na Vila Belmiro, em jogo válido pelo Campeonato Paulista. Apenas 3.841 pessoas compareceram para ver a partida, que teve arbitragem de Antonio Rogério do Prado.

O Mirassol abriu o marcador com Leo Mineiro, aos 35 minutos do segundo tempo, mas três minutos depois Marcinho Guerreiro empatou e logo em seguida Kléber Pereira, de pênalti, marcou o gol da virada.

O Santos foi escalado pelo técnico Émerson Leão com Fábio Costa, Dionísio, Betão, Domingos e Kleber; Marcinho Guerreiro, Adoniran, Molina (Vitor Junior) e Panlo Henrique Ganso (Trípodi); Kléber Pereira e Sebástian Pinto (Renatinho).

O Mirassol, do técnico Luiz Carlos Martins, jogou com Alexandre Favaro, Julio Cesar, André Turato e Bruno Aguiar; Fabinho Capixaba, Jeferson, Alex Alves (Leo Mineiro), Xuxa, Luciano e Marcinho; Frontini (Claudinho Baiano).

Detalhe: O Santos usou uma terceira camisa, azul escura com detalhes dourados.