Santos, Mirassol e os detalhes da invencibilidade

Por Odir Cunha, do Centro de Memória
Confronto recente, no dia 12 deste mês fará 12 anos que o Santos enfrentou o Mirassol pela primeira vez. De lá para cá já foram sete jogos, todos pelo Campeonato Paulista, com seis vitórias santistas e um empate, 14 gols marcados – média exata de dois por partida – e cinco sofridos, ou 0,71 por jogo. Porém, pode-se dizer que o Santos nunca enfrentou este time com quem jogará neste sábado, às 19h30, na Vila Belmiro.
Explica-se: o Santos já jogou sete vezes contra a instituição Mirassol Futebol Clube, fundada em 1925 e sediada em Mirassol – cidade com pouco menos de 80 mil habitantes, situada na região de São José do Rio Preto – mas jamais enfrentou o time que entrará em campo neste sábado à noite no Urbano Caldeira.
Da equipe que perdeu para o Santos por 1 a 0 no ano passado, no Pacaembu, apenas o lateral Daniel Borges deverá começar o jogo deste sábado. Todos os outros titulares, além do técnico, são diferentes dos que enfrentaram o Alvinegro Praiano em 9 de fevereiro, diante de 19 261 espectadores – jogo que o Santos dominou amplamente e venceu com um gol de Jean Mota, após jogada de Derlis González.
O Alvinegro Praiano também era uma equipe bem diferente da que deverá iniciar esta partida na Vila. Dos titulares deste sábado, apenas Everson, Diego Pituca, Carlos Sánchez, Soteldo e Sasha atuaram no ano passado. O time escalado por Jorge Sampaoli tinha jogadores como Matheus Ribeiro, Aguilar, Orinho, Yuri, Cueva e Derlis González.
Único empate foi na Vila
O único confronto que não terminou com a vitória do Santos ocorreu em 29 de janeiro de 2009, na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Paulista. Roni marcou aos 39 minutos do primeiro tempo, chutando de fora da área, e Wesley, centroavante do Mirassol, empatou aos 47 minutos do segundo tempo, também com um chute de longe.
Os outros dois jogos disputados na Vila Belmiro foram vencidos pelo mesmo placar de 2 a 1: o primeiro em 13 de março de 2008, e o último em 21 de março de 2013.
No campo do Mirassol, o Estádio Municipal José Maria de Campos Maia, foram realizados dois jogos: em 21 de fevereiro de 2010 o Santos venceu por 2 a 1 e em 15 de fevereiro de 2012 a vitória santista foi por 3 a 1.
De todos os sete jogos já realizados, o único que apresentou diferença superior a dois gols ocorreu em 19 de janeiro de 2011, uma quarta-feira à noite, no Pacaembu. Em partida que marcou a volta de Elano ao Santos, o time venceu por 3 a 0, com dois gols de Zé Eduardo, o “Zé Love”, e um de Maikon Leite. Naquele campeonato, como se sabe, o Santos se tornou bicampeão paulista.
Artilheiros santistas do confronto
1 – Zé Eduardo e Givaldo, com dois gols.
3 – Roni, Marcinho Guerreiro, Kléber Pereira, Wesley, Madson, Maikon Leite, Juan, Borges, Edu Dracena e Jean Mota, um gol.
Partida mais recente
Santos 1 x 0 Mirassol
Pacaembu, 9 de fevereiro de 2019, sábado
Sexta rodada do Campeonato Paulista
Público e renda: 19 261 pessoas, R$ 522.527,00
Árbitro: Douglas Marques das Flores.
Santos: Everson, Matheus Ribeiro, Aguilar, Luiz Felipe (Gustavo Henrique) e Orinho; Yuri, Diego Pituca, Jean Mota e Cueva (Carlos Sánchez); Soteldo e Eduardo Sasha (Derlis González). Técnico: Jorge Sampaoli.
Mirassol: Tiago Cardoso, Daniel Borges, William Alves, Leandro Amaro e Carlos Renato; Riccieli, Léo Baiano, Wellington Simião e Jean Carlos (Mailton); Lelê (Carlão) e Rodolfo (Zé Roberto) Técnico: Moisés Egert.
Gol do Santos: Jean Mota.
Primeira partida
Santos 2 x 1 Mirassol
Vila Belmiro, 13 de março de 2008, quinta-feira
14ª rodada do Campeonato Paulista
Público e Renda: 3.841 pessoas, R$ 29 840,00
Árbitro: Antônio Rogério do Prado.
Santos: Fábio Costa, Dionísio, Betão, Domingos e Kleber; Marcinho Guerreiro, Adoniran, Molina (Vitor Junior) e PH Ganso (Trípodi); Kléber Pereira e Sebástian Pinto (Renatinho). Técnico: Emerson Leão.
Mirassol: Alexandre Favaro, Julio Cesar, André Turato e Bruno Aguiar; Fabinho Capixaba, Jeferson, Alex Alves (Leo Mineiro), Xuxa, Luciano e Marcinho; Frontini (Claudinho Baiano). Técnico: Luiz Carlos Martins.
Gols do Santos: Marcinho Guerreiro e Kleber Pereira (pênalti).
Gol do Mirassol: Léo Mineiro.
Ob.: O Santos jogou com uma terceira camisa azul-escura com detalhes dourados.