Santos FC participa de campanha de vacinação drive thru promovida pela Secretaria de Saúde

Santos FC participa de campanha de vacinação drive thru promovida pela Secretaria de Saúde

Visando evitar aglomerações nos postos de saúde da cidade de Santos, em decorrência do novo Coronavírus, o Santos Futebol Clube participará da campanha de vacinação drive thru promovida pela Secretaria de Saúde. A vacinação contra a gripe ocorrerá de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, em frente ao Memorial das Conquistas, localizado no próprio Estádio Urbano Caldeira, na Rua Princesa Isabel. Quem for se vacinar, não precisa descer do carro. Esta primeira etapa da vacinação abrangerá pessoas com mais de 60 anos de idade e profissionais da área da saúde.

Além do Santos FC, participarão da campanha de vacinação drive thru o Ambulatório de Especialidades de Santos Dr. Nelson Teixeira (Rua Manoel Tourinho, 395 – Macuco) e a Policlínica Rádio Clube (Av. Hugo Maia, 153 – Rádio Clube).

A vacinação nas unidades de saúde, por sua vez, ocorrerão de segunda a sexta-feira das 7h30 às 16 horas, e também serão realizadas de forma mais ágil, de acordo com orientação da Secretaria de Estado da Saúde. O registro do fornecimento da dose será feito por meio de uma marcação simples em um documento chamado mapa: o munícipe informará apenas a idade. Policlínicas com área externa ampla aplicarão a vacina do lado de fora, evitando aglomerações dentro da unidade.

A vacina não é indicada para pessoas com doenças febris agudas, as quais deverão adiar a aplicação até a melhora do quadro. Também não devem tomar as pessoas com alergia a ovo, histórico de anafilaxia ou que tiveram Síndrome de Guillain-Barré no período de até 30 dias após receber a dose anterior, necessitando de avaliação médica para liberação da dose.Produzida pelo Instituto Butantan, a vacina protege contra os vírus A (H1N1), A (H3N2) e B e leva cerca de dez dias para que o organismo produza os anticorpos para combater esses vírus. As doses são feitas de vírus inativos, fragmentados e purificados – ou seja, de forma alguma causam a doença.

Para a vacinação, é preciso apresentar documento de identificação com foto (RG ou CNH, por exemplo) ou identificação profissional (trabalhadores da saúde). Também é recomendado levar carteira de vacinação e Cartão SUS, se tiver.