Recorde Mundial de Gols faz 60 anos

Recorde Mundial de Gols faz 60 anos

Por Odir Cunha, do Centro de Memória

Estatísticas por Guilherme Guarche

Ao vencer o Bahia por 2 a 0, em Salvador, em 30 de dezembro de 1959, o Santos estabeleceu o recorde absoluto de 342 gols em um ano. Isso em apenas 99 jogos, o que resultou na média de 3,45 gols por jogo. Vivia-se o auge do futebol arte, o Brasil gozava o prestígio de ser campeão mundial e o Santos se consagrava como a maior expressão do futebol bonito e ofensivo daqueles tempos de sonho.

Dos 342 gols marcados pelo Santos em 1959, 183 foram obtidos em 51 jogos oficiais e 159 em 48 “amistosos”. Ou seja, a média de gols em partidas oficiais – 3,58 – foi maior do que a dos amistosos – 3,30.

Colocamos aspas em amistosos porque na época torneios como o Teresa Herrera, o Valencia e o Pentagonal do México eram relevantes, não tinham a conotação atual para um amistoso e conquistá-los era motivo de orgulho. Pois o Santos ganhou as três taças, marcando 27 gols em sete jogos, com média de 4,3 gols por jogo. Nesses eventos goleou o Botafogo de Garrincha por 4 a 1, a Internazionale, da Itália, por 7 a 1, e o América, do México, por 5 a 0.

Outros “amistosos” de 1959 foram jogados contra equipes de prestígio e respeitável nível técnico, como Barcelona, a quem goleou por 5 a 1 em pleno Camp Nou, Real Madrid, Anderlecht, Feyernoord, Fortuna Dusseldorf, Valencia, Sporting, Nuremberg, Standard Liége, Seleção da Bulgária, Colo-Colo,Vasco, São Paulo, Palmeiras, Fluminense e outros mais.

Quanto aos compromissos oficiais de 1959, o Santos fez 38 jogos pelo Campeonato Paulista, competição em que marcou 151 gols durante o ano e que terminou em segundo lugar, após uma super decisão com o Palmeiras disputada no início de 1960.

O Alvinegro marcou ainda nove gols pelo Torneio Rio-São Paulo, taça que ergueu pela primeira vez ao derrotar o Vasco por 3 a 0, e quatro gols pela Taça Brasil/ Campeonato Brasileiro, cuja final só seria realizada em 1960 e apontaria o Bahia campeão e o Santos, vice.

Artilharia pesada, uma antiga tradição

Além do recorde absoluto de gols, obtido com os 342 tentos marcados em 1959, por nove vezes o Santos marcou mais de 200 gols em um ano, quais sejam:

338 gols em 1961
270 em 1957
252 em 1958
245 em 1962
240 em 1965
228 em 1968
225 em 1960
223 em 1970
216 em 1956

O Santos detém ainda a maior média de gols em uma temporada, primazia alcançada em 1927, quando fez 179 gols em 29 jogos, média de 5,93 por partida. Mas não foi um fato isolado.

Desde 1913, ano em que se iniciou nas competições, até 1970, portanto em um período de 57 anos, o Santos só não conseguiu média superior a dois gols por partida nos anos de 1921, 1922, 1923 e 1937.

Em 20 desses anos alcançou média superior a três gols por partida, casos de 1913, 1914, 1915, 1917, 1918, 1926, 1927, 1928, 1929, 1930, 1931, 1936, 1941, 1942, 1957, 1958, 1959, 1961, 1962 e 1963.

Hegemonia prossegue neste milênio

Desde 2002 o Santos já marcou mais de 150 gols em três temporadas: 151 gols em 2003; 166 em 2004 e 180 em 2010. Nesta última, lembrada pela explosão do time de Neymar, Paulo Henrique Ganso, Robinho & Cia, excluindo quatro gols feitos em amistosos, o saldo foi de 176 gols em 74 jogos oficiais, média de 2,35 gols por jogo.

Time com mais gols marcados no futebol mundial – 12.613 até o final do Campeonato Brasileiro – recentemente o Santos se tornou também o primeiro clube a fazer mil gols no Campeonato Brasileiro desde a prevalência dos pontos corridos, em 2003. Nesse quesito, a classificação atual é a seguinte:

1º – Santos,1.008 gols.
2º – Cruzeiro e São Paulo, 978 gols.
4º – Flamengo, 916 gols.
5º – Atlético-MG e Fluminense, 903 gols.
7º – Grêmio, 859 gols.
8º – Athletico Paranaense, 855 gols.
9º – Internacional, 832 gols.
10º – Corinthians, 823 gols.