A TAÇA BAHIA

A TAÇA BAHIA

 

Essa vitrine guarda os primeiros troféus do Santos. Destacamos, em especial, a “Taça Bahia”. Em 1929, o Santos excursionou para a Bahia, jogando pela primeira vez em um estádio na região Norte do País (na época as divisões regionais eram diferentes). A vitória por 5 a 2 diante do EC Ypiranga, de Salvador, deu ao Santos esse troféu, uma linda escultura em bronze.  O jogo registrou recorde de renda na Bahia. O Ypiranga era o time mais popular no estado e o escritor Jorge Amado como seu ilustre torcedor.

Nessa mesma excursão, o Santos enfrentou e venceu o Clube Bahiano de Tênis por 4 a 2. Esse jogo marcou a estreia da iluminação no Estádio da Graça, em Salvador. Quando os jornalistas indagaram a Liga Bahiana sobre o motivo pela preferência ao Santos, a Liga respondeu, de pronto: “A justificada fama que possui, em todo o Brasil, a equipe do Santos FC”.

O motivo era justo. O Santos ainda mantinha os atacantes Siriri, Camarão, Feitiço, Araken e Evangelista. Em 1927, com esses jogadores, o Alvinegro Praiano foi o primeiro time na América do Sul a marcar 100 gols num campeonato oficial e o único a atingir a média de 6,25 gols por jogo.