Pepe faz 84 anos!

Pepe faz 84 anos!

Por Guilherme Guarche e Gabriel Santana, do Centro de Memória

Nesta segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019, o artilheiro terráqueo do Santos, o ponta-esquerda José Macia, o amado Pepe, completa 84 anos de uma vida intimamente ligada ao Santos.

Nosso herói nasceu, em uma segunda-feira, na rua João Pessoa, Centro de Santos, mesma rua em que o clube tinha sido fundado 23 anos antes. E nasceu em 1935, ano em que o Santos se tornou campeão paulista pela primeira vez.

Como se sabe, o time ficou 20 anos sem ser campeão estadual de novo. E quando conseguiu, em 1955, adivinhe quem fez o gol do título, na vitória de 2 a 1 sobre o Taubaté, na Vila? Sim, ele mesmo, Pepe.

E depois de viver todo o período mágico do time e abandonar o futebol, em 1969, após defender apenas o Santos e sem nunca ter sido expulso de campo, Pepe iniciou uma brilhante carreira de técnico. Seu primeiro título importante foi o Paulista de 1973, dirigindo, adivinhe, o mesmo Alvinegro Praiano de sempre.

O atacante de gols decisivos, como os dois, de falta, na lendária virada sobre o Milan, iniciou sua carreira em São Vicente, onde morou durante a juventude. Lá jogou no São Vicente e foi trazido para o Santos no início dos anos 50 pelo seu amigo Calunga, goleiro de um time infantil chamado Cobrinha.

Com 741 jogos e 403 gols marcados com a camisa santista, Pepe é o segundo artilheiro do time, atrás apenas de Pelé. Como técnico, comandou a equipe praiana em 371 oportunidades, com 176 vitórias, 112 empates e 83 derrotas. É o terceiro técnico que mais vezes dirigiu o Santos, atrás apenas de Lula e Antoninho.

 

Em tempo: Testes e pesquisas comprovaram que nenhum outro jogador chutou tão forte como Pepe. Mesmo a bola de capotão, que ficava ainda mais pesada com a umidade, não impedia a extrema potência dos seus chutes. Daí o apelido O Canhão da Vila.

(Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)