Pelo quarto ano consecutivo, Santos FC apoia o Projeto Marque Esse Gol, o futebol contra o câncer de mama

Pelo quarto ano consecutivo, Santos FC apoia o Projeto Marque Esse Gol, o futebol contra o câncer de mama

Mais uma vez o Santos FC, a Federação Paulista de Futebol e a ONG Meninas de Peito se uniram para uma causa Muito Além do Futebol. Foi lançada, nesta quarta-feira (07), o Projeto Marque esse gol – o futebol contra o câncer de mama, que realiza mamografias gratuitas para as torcedoras do Clube.

Esse ano, seguindo os protocolos de segurança contra o COVID-19, não haverá a carreta em frente à Vila Belmiro, mas as torcedoras santistas serão atendidas em um laboratório parceiro do projeto. Para se inscrever é necessário acessar o site marqueessegol.com.br e aguardar o contato das voluntárias do projeto, através de uma central de atendimento composta por mulheres que já passaram pelo tratamento do câncer de mama e analisarão todos os cadastros com a equipe médica do Marque Esse Gol.

“Todos nós devemos apoiar campanhas que tem como objetivo a prevenção de doenças e a saúde da mulher. O Santos FC aprova todas as iniciativas e inclusive já estamos trabalhando para que nossas Sereias da Vila joguem de rosa e vamos discutir com nosso Comitê de Gestão a possibilidade do Clube também se engajar nessa campanha. Tenho certeza que nosso torcedor vai apoiar”, destacou Orlando Rollo, presidente do Santos FC.

“Temos muito orgulho de levantar esta bandeira. Há um envolvimento enorme de todos os envolvidos, FPF, Meninas de Peito e os clubes paulistas. Adaptamos a campanha deste ano para garantir a segurança das mulheres, mas assegurar que os exames serão realizados”, diz Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF.

A ONG Meninas de Peito entrará em contato para agendar o exame, em uma clínica parceira da iniciativa e a torcedora receberá um voucher com o horário agendado e endereço da clínica. Após o exame, as torcedoras terão um canal de atendimento direto com a equipe do Marque Esse Gol. A idade mínima exigida para a realização dos exames é de 40 anos. Mas atenção. É necessário não possuir prótese de silicone e o cartão do SUS é obrigatório.

Desde 2016, mais de 5 mil exames foram realizados por meio da campanha Marque Esse Gol, e 30 casos de câncer foram diagnosticados. “O câncer não faz quarentena, e sabemos que muitas mulheres esperam outubro para ter a oportunidade de fazer o exame gratuitamente. Por isso, adaptamos a campanha e, em vez das unidades móveis, utilizaremos clínicas especializadas”, afirmou Nátali de Araújo, voluntária da ONG Meninas.

Em caso de diagnóstico, as pacientes já saem com encaminhamento para tratamento. Nas edições anteriores do evento, mais de 800 torcedoras do Santos, foram atendidas pelo projeto Marque Esse Gol.