O ano em que Maradona quase vestiu a camisa do Santos FC

O ano em que Maradona quase vestiu a camisa do Santos FC

O Rei Pelé e seus inesquecíveis feitos na era de ouro do futebol eternizaram a 10 do Santos Futebol Clube como a camisa mais importante e pesada deste esporte em todo o mundo. O reinado de Pelé passou a vigorar a cada recorde batido, e o reconhecimento era consequência dos títulos e dos anos que passavam e cada vez mais mostravam que seu nível era de longe sobrenatural quando comparado a qualquer outro postulante a craque.

O maior jogador de todos os tempos, no entanto, desde os anos 80 passou a ser comparado com um argentino que conquistava grande ascensão não somente em seus clubes no país natal, como também na Europa e por sua Seleção. O grande desempenho de Diego Armando Maradona, campeão da Europa e do Mundo, era visto pelos seus conterrâneos como motivo para alçá-lo a um posto, acredite, maior que o de nosso próprio Rei. Rivalidades e delírios à parte, desde que Dieguito parou de jogar essa ‘disputa’ entre ambos ganhou mais força, embora em qualquer roda séria de debate a opinião sobre quem era melhor fosse unânime.

Entre os dois existem muitas divergências, mas uma movimentação nos bastidores, já quando Maradona estava para se aposentar, quase fez com que existisse uma convergência bastante curiosa: a de ambos, um dia, terem sido abrigados pela mesma casa. No ano de 1995, com o aval do próprio Rei, o Santos Futebol Clube tentou contratar o maior astro do futebol argentino. Embora com seus 34 anos, Maradona se animou com a possibilidade, especialmente pelo fato de a articulação contar com ajuda da Pelé Sports & Marketing.

O simbolismo desta contratação seria, sem dúvidas, mais um dos inúmeros fatos que colocam o Santos Futebol Clube nas principais páginas da história do futebol. Mas o custo elevado desta transação impossibilitou a realização desta contratação, que certamente abalaria o futebol mundial. Dieguito voltaria a visitar o Templo Sagrado em 1998, mas a união sagrada entre El Pibe de Oro e a maior camisa 10 da história do futebol ficaria só na imaginação.⠀

Neste 30 de outubro, o Santos Futebol Clube, casa do maior de todos os tempos, saúda os 58 anos de Dieguito, desejando felicidades e vida longa ao maior do futebol argentino. Feliz cumpleaños, Maradona!