Neste século o San domina o São

Neste século o San domina o São

Por Odir Cunha, do Centro de Memória
Estatísticas por Guilherme Guarche

Jogado desde um amistoso em 11 de maio de 1930, o clássico Santos e São Paulo – ou SanSão, como o batizou o jornalista Tomás Mazzoni, de A Gazeta Esportiva, em 1956 – já foi jogado mais de 300 vezes, com vantagem para a equipe da capital. Porém, neste século, ou nos últimos 20 anos, o predomínio do Santos sobre o rival que voltará a enfrentar neste sábado, às 19 horas, no Morumbi, é flagrante.

Desde janeiro de 2000 o Sansão se repetiu 65 vezes, com 31 vitórias santistas (47,69%), 22 derrotas (33,69%) e 12 empates (18,62%). Nesse período, o Santos marcou 102 gols e sofreu 79, com saldo positivo de 23.

Somados desde a primeira partida, em que ainda se vivia a época amadora e o adversário se chamava São Paulo da Floresta, os times se enfrentaram 310 vezes, com 104 vitórias do Santos, 133 derrotas e 73 empates; 445 gols marcados e 513 sofridos.

Apenas pelo Campeonato Paulista ocorreram 177 Sansões, dos quais o Santos venceu 53, perdeu 76 e empatou 48; marcou 251 gols e deixou passar 316. Destes jogos, 64 foram no Morumbi, onde o Santos obteve 16 vitórias, 19 empates e 29 derrotas; marcou 79 gols e sofreu 98.

4 semifinais 100% San

Entre 2010 e 2015 Santos e São Paulo se encontraram em quatro semifinais  do Campeonato Paulista, e o Santos venceu todas elas, conquistando cinco vitórias, três delas no Morumbi. É interessante recordar essa sequência de triunfos alvinegros.

Em 2010, com a equipe de Paulo Henrique Ganso e Neymar jogando muito, o Santos ficou em primeiro na classificação geral e pegou o São Paulo, quarto colocado, na semifinal. Depois de uma vitória por 3 a 2 no Morumbi, o Alvinegro triunfou por 3 a 0 na Vila Belmiro e se classificou para a decisão, contra o Santo André, confronto que lhe daria o 18º título paulista.

No ano seguinte, o São Paulo é que liderou o campeonato na fase de classificação, o Santos foi o quarto, e ambos se encontraram novamente na semifinal, dessa vez em um jogo único, no Morumbi. Mesmo no campo do adversário, o Alvinegro Praiano venceu por 2 a 0, gols de Elano e Ganso. Na final, derrotou o alvinegro de Itaquera e se tornou bicampeão estadual.

Em 2012 o Santos ficou em terceiro lugar na fase inicial, o São Paulo em segundo, e a semifinal colocou os dois frente a frente de novo. Em partida única, no Morumbi, o Alvinegro venceu por 3 a 1, com três gols de Neymar, e se classificou para a decisão com o Guarani, conquistando aí o terceiro tricampeonato paulista de sua história.

Três anos depois, em 2015, um Sansão voltou a ser atração na semifinal do Paulista. Com melhor campanha, o Santos jogou na Vila Belmiro e, com gols de Geuvânio e Ricardo Oliveira, venceu por 2 a 1. Na final, derrotou o Audax e conquistou o seu 22º título estadual, tornando-se o time com mais títulos na fase profissional do futebol de São Paulo.

O Santos também é o time com mais títulos estaduais regidos pela Federação Paulista de Futebol. Desde a fundação da FPF, em 22 de abril de 1941, o Alvinegro Praiano conquistou 21 títulos, contra 20 do São Paulo, 19 do Corinthians e 14 do Palmeiras.

Artilheiros santistas do Sansão no Campeonato Paulista

1 – Pelé, 21 gols.
2 – Juary e Neymar, 8 gols.
4 – Odair, Pepe e Toninho Guerreiro, 7 gols.

Primeira partida

Jogo número 379 da história do Santos
Santos 2 x São Paulo 2
Amistoso na Vila Belmiro
11 de maio de 1930, domingo.
8ª rodada do Campeonato Paulista
Público e Renda:  não divulgados
Árbitro: Victório Sylvestre
Santos: Athié, Aristides e Meira; Roberto, Júlio e Alfredo; Omar, Camarão, Feitiço, Strauss e Evangelista. Técnico: Ramon Platero.
São Paulo: Nestor; Clodô e Barthô; Milton, Bino e Boock; Luisinho, Siriri, Friedenreich, Mario Seixas e Scott. Técnico: Rubens Salles.
Gols do Santos: Camarão, aos 15′, e Feitiço, aos 45’ do segundo tempo.
Gols do São Paulo: Luizinho, aos 8′ e Friedenreich, aos 40′ do segundo tempo.

Obs: No time do São Paulo jogaram dois ex-jogadores santistas: Siriri e Mário Seixas. A partir do Campeonato Paulista de 1930 as partidas passaram a ter 90 minutos de duração e não mais 80 minutos, como antes.

Partida mais recente

Jogo número 6.112 da história do Santos
Santos 1 x São Paulo 1
33ª rodada do Campeonato Brasileiro
Vila Belmiro, 16 de novembro de 2019, sábado, às 17 horas
Público e Renda: 14.062 pessoas, R$ 602.192,50
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza.
Santos: Éverson, Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Jorge; Alison (Jean Mota), Carlos Sánchez e Felipe Jonatan (Diego Piutca); Marinho, Evandro Goebel (Taílson) e Eduardo Sasha. Técnico: Jorge Sampaoli.
São Paulo: Tiago Volpi, Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei (Luziero), Tchê Tchê e Daniel Alves (Gabriel Sara); Igor Gomes, Vitor Bueno e Pablo. Técnico: Fernando Diniz.
Gol do Santos: Carlos Sánchez, aos 7’ do primeiro tempo.
Gol do São Paulo: Daniel Alves, aos 9’ do segundo tempo.

Obs: O Santos ocupava a terceira posição no campeonato, com 65 pontos. No dia anterior, a Seleção Brasileira Sub-17 sagrara-se campeã mundial da categoria ao vencer o México por 2 a 1. O atacante santista Kaio Jorge foi o artilheiro da Seleção, com cinco gols. Além dele, o santista Sandry também defendeu a equipe nacional. Ainda no sábado, a equipe Sub-11 do Santos conquistou o título paulista da categoria.