Muita atenção no Paraná

Muita atenção no Paraná

Por Odir Cunha

Enfrentar o Paraná no estádio Durival de Britto, em Curitiba, como ocorrerá novamente neste domingo, às 19 horas, tem sido uma tarefa complicada para o Santos. Em cinco jogos disputados ali o Alvinegro Praiano ganhou dois, perdeu dois, empatou um, marcou quatro gols e sofreu cinco.

Como bem lembra o historiador Gabriel Pierin, do nosso Centro de Memória, os dois times se enfrentaram 23 vezes ao longo da história, com 12 vitórias do Santos, seis do Paraná e cinco empates, 23 gols marcados pelo Alvinegro Praiano e 11 do tricolor paranaense.

O primeiro duelo entre os dois clubes aconteceu no dia 30 de outubro pelo Campeonato Brasileiro de 1994. A partida, na Vila Belmiro, terminou 1 a 0 para o Santos e marca o primeiro gol do ídolo Giovanni com a camisa santista.

Um dos destaques da história dos confrontosaconteceu no dia 25 de novembro de 2007 e reservou gratas surpresas. Depois de estar em desvantagem por dois gols de diferença, o clube de Vila Belmiro virou o marcador e terminou a partida vitorioso.

Na ocasião, o resultado manteve o time comandado por Vanderlei Luxemburgo na vice-liderança do campeonato. A pontuação ainda garantiu lugar para a Libertadores do ano seguinte.

O destaque da partida ficou por conta do atacante Kléber Pereira, autor dos três gols que decretaram a vitória santista. O Paraná tinha uma vantagem de 2 a 0 até os 28 minutos do segundo tempo, quando Kléber Pereira diminuiu, aproveitando um cruzamento de Petkovic, que tinha entrado no lugar der Marco Aurélio. O mesmo atacante santista voltou a marcar aos 36 e 38 minutos.

O resultado provocou duas situações diferentes: se por um lado classificou o Santos para a Copa Libertadores de 2008, por outro deixou o Paraná a um passo do rebaixamento, o que realmente ocorreria.

Depois dessa vitória épica, Santos e Paraná só se enfrentaram uma única vez, justamente no primeiro turno do campeonato atual. O jogo, na Vila Belmiro, terminou com a vitória do Santos por 3 a 1.