Memória: Sem Pelé, Santos FC goleava Ponte Preta por 12 a 1 na Vila Belmiro

Memória: Sem Pelé, Santos FC goleava Ponte Preta por 12 a 1 na Vila Belmiro

O time do Santos FC, no dia 19 de novembro de 1959, jogava no Estádio Urbano Caldeira e vencia a equipe da Ponte Preta pelo dilatado placar de 12 a 1, em partida do Campeonato Paulista que teve no apito Telêmaco Pascoal. Os gols do time de Vila Belmiro foram marcados por Coutinho (5), Pepe (4), Aguinaldo (2) e Domingos, que marcou contra – a favor do Santos FC.

O Peixe goleador formou com: Manga; Dalmo e Pavão; Formiga, Mourão e Zito; Dorval, Jair Rosa Pinto, Coutinho, Aguinaldo e Pepe, com o técnico Luiz Alonso Perez, o Lula. O que mais chama a atenção dos torcedores santistas que tomam conhecimento da goleada é o fato da ausência na partida do Rei Pelé, que, por estar contundido, não jogou.

Este elástico placar é até hoje, junto com a goleada contra o Ypiranga em 1927, a maior goleada da história do Peixe. É também uma das maiores goleadas registradas no estádio santista, mas não é o maior número de gols marcados na Vila Belmiro em um só jogo: esse recorde de gols numa só partida aconteceu no dia 03/07/1927, na vitória por 11 a 3 diante da equipe do Auto FC, pelo Campeonato Paulista.

Guilherme Gomez Guarche

Coordenador do Centro de Memória do Santos Futebol Clube