Memória: Santos FC alcançava a marca de dois mil gols na história do Clube

Memória: Santos FC alcançava a marca de dois mil gols na história do Clube

No dia 30 de abril de 1939, o Santos FC vencia a equipe do Ypiranga baiano pelo placar de 3 a 0 jogando no Estádio da Graça, em Salvador na Bahia pelo placar de 3 a 0 com gols de Raul Cabral Guedes, Gradim e Rui. O Peixe formou com: Ciro; Neves e Vanderlino; Figueira, Gradim e Artigas (Laurindo); Saci (Zé Carlos), Moran, Raul, Remo e Ruy. O técnico era Isaac Goldenberg.

Foi nessa partida que o clube santista atingiu a marca de 2.000 gols marcados. E esse feito coube ao jogador Gradim que marcou de pênalti. Adhemar de Oliveira, o Gradim tinha o apelido de “Amélia” pois não sabia dizer não ao técnico que o escalava em posições variadas na equipe santista. Ele foi o primeiro “coringa” do time de Vila Belmiro.

Curiosidade

Nessa partida do gol 2.000 de Gradim aconteceu um incidente de graves consequências que terminou com a morte de um soldado do exército. O zagueiro do time baiano de nome Incêndio foi quem provocou toda a confusão quando após agredir o árbitro foi expulso e se recusou a deixar o campo.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística