Memória: Após despedida, Pelé voltava a vestir a camisa do Santos FC

Memória: Após despedida, Pelé voltava a vestir a camisa do Santos FC

No dia 07 de dezembro de 1975, atendendo a um pedido do então presidente do Santos FC, o Gigante da Vila Modesto Roma, o Rei Pelé voltava a vestir a camisa do Alvinegro Praiano, após sua despedida dos gramados no ano anterior.

A volta do eterno Rei do futebol aconteceu no empate diante do Bahia em 1 a 1 na Fonte Nova no Torneio Governador Roberto Santos em Salvador. O gol do time do Rei foi marcado por Brecha. O técnico Olavo mandou a campo a seguinte formação: Willians; Tuca, Bianchi, Vicente e Fernando; Clodoaldo e Léo Oliveira; Babá (Mazinho), Cláudio Adão, Pelé (Brecha) e Toinzinho. Na equipe baiana o goleiro era o ex-santista Joel Mendes que viu o atacante Cláudio Adão perder um pênalti mandando a bola na trave.

O Santos FC conquistou o título do torneio ganhando a taça Cidade de Salvador, e esse foi o último título que o Rei acrescentou em sua relação de conquistas jogando pelo Peixe.

Depois dessa volta, o Rei ainda jogou mais uma partida pelo time do seu coração, no dia 01 de setembro de 1977 no encerramento de sua gloriosa carreira, na derrota santista pelo placar de 2 a 1 diante do New York Cosmos nos Estados Unidos, quando atuou o primeiro tempo pelo time americano marcando um gol de falta no goleiro Ernani e, no segundo tempo, jogando pelo Alvinegro, despediu-se numa grande festa preparada pelos organizadores do evento. Com a camisa do Peixe foram 1116 partidas jogadas.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística