‘Fominha’, Pituca vibra com rápida recuperação e vê sequência decisiva para Santos FC encaminhar vaga na Liberta

‘Fominha’, Pituca vibra com rápida recuperação e vê sequência decisiva para Santos FC encaminhar vaga na Liberta

Dos 56 jogos oficiais que o Santos FC realizou em 2019, Diego Pituca ficou fora apenas de seis, sendo o jogador que mais atuou pela equipe na temporada. E no duelo contra o Corinthians, no último dia 26, o volante levou um susto, afinal, saiu de campo chorando após levar uma pancada no tornozelo esquerdo.

Com uma entorse detectada no local, Pituca passou a fazer tratamento em dois períodos no CT Rei Pelé e retornou ao gramados na goleada sobre o Botafogo, no último domingo (3), apenas uma semana após a torção no clássico.

Preferido pelo técnico Jorge Sampaoli no ano, Pituca admitiu ser ‘fominha’ para estar em campo e ainda agradeceu o departamento médico do Peixe pela rápida recuperação.

“Tento ajudar o Santos FC em todas as oportunidades, então quero estar sempre jogando. Fiquei fora contra o Bahia, mas pude retornar no fim de semana graças ao trabalho dos médicos e fisioterapeutas do clube. Se eu estou jogando, é por causa deles”, afirmou o camisa 21.

E com Diego Pituca à disposição, o Alvinegro Praiano encara uma sequência de duas partidas longe de casa no Brasileirão. A primeira delas acontece já nesta quarta-feira (6), contra o Avaí, às 21h, na Ressacada, pela 31ª rodada. Na sequência, os santistas viajam direto para Goiânia, onde encaram o Goiás no próximo sábado (9), às 17h, no Serra Dourada.

Para o volante santista, duas vitórias nesses confrontos serão fundamentais para deixar o Santos FC muito próximo da classificação para a Libertadores de 2020. O Peixe ocupa a terceira colocação do torneio, com 58 pontos, oito na frente do Grêmio, primeiro time fora do G4.

“Sabemos que os seis pontos nos deixarão em uma posição muito confortável na tabela, encaminhando a vaga direta na fase de grupos da Libertadores. Serão dois jogos difíceis, mas estamos preparados para voltar dessa maratona com os seis pontos. O Avaí (rival desta quarta) está numa situação difícil, mas já fez bons jogos na competição. Precisamos entrar concentrados para não sermos surpreendidos”, concluiu Pituca.

(Foto: Ivan Storti/ Santos FC)