Exposição fotográfica “Pippi em Santos – 60 anos da Copa de 1958” é atração no Museu Pelé

Exposição fotográfica “Pippi em Santos – 60 anos da Copa de 1958” é atração no Museu Pelé

O Museu Pelé recebe até o 15 de setembro a exposição “Pippi em Santos – 60 anos da Copa de 1958”. Trata-se de uma série de fotos produzidas pelo fotógrafo Paulo Villar, com curadoria de Rodrigo Accioly. A mostra traz a visita realizada pela personagem Pippi Meialonga, criação da autora sueca Astrid Lindgren (mais reconhecida personalidade da Suécia no Século XX), ao Brasil, para encontrar os vestígios do momento inicial da relação cultural entre o Brasil e a Suécia na Copa de 1958, disputada na Suécia e vencida pelo nosso país justamente em final contra o país-sede.

A exposição é a principal atração temporária do Museu no período em que estará sendo disputada a próxima Copa do Mundo, na Rússia, e é uma iniciativa conjunta da M31 e da Câmara Brasileira de Comércio na Suécia, com apoio do Santos FC, da Prefeitura de Santos, da Secretaria de Turismo e da Volvo.

A menina paranaense Flavia Scanuffo, foi escolhida para representar a personagem Pippi, já que além de possuir características físicas semelhantes à da personagem – cabelos ruivos, sardas e estatura idêntica à da descrição nos livros -, é também uma influenciadora digital em pleno crescimento – hoje com 67 mil seguidores no Instagram, muito em razão da marcante participação que teve no programa The Voice Kids 2017, onde foi destaque.

A série “Pippi em Santos” terá uma outra participação relevante: José Macia, o Pepe, segundo maior artilheiro do Santos FC e um dos únicos remanescentes vivos da campanha de 1958. O “Canhão da Vila” terá uma função-chave no roteiro, ao promover, junto com Pippi, uma transformação na vida de um menino de periferia (no roteiro chamado de Edson), proporcionando a ele uma oportunidade no futebol. O auge do encontro será uma reconstituição lúdica, com crianças sub-11 do Santos FC, simulando (com uniformes idênticos aos originais) a final de 1958.