Cuca: seis jogos de invencibilidade e as boas perspectivas para o futuro

Cuca: seis jogos de invencibilidade e as boas perspectivas para o futuro

A missão do técnico Cuca era tão clara quanto difícil: assumir e dar corpo a um Santos FC que se encaminhava para a etapa decisiva da temporada. As primeiras partidas naturalmente coincidiram com momentos importantes, como as quartas de final da Copa do Brasil e as oitavas da Conmebol Libertadores, e mesmo com pouco tempo para transmitir sua filosofia de jogo para os atletas do alvinegro praiano, o retrospecto provou que a missão já pode ser considerada bem-sucedida.

A eliminação na Copa do Brasil custou caro ao Cruzeiro, que perdeu o jogo de volta no Mineirão e só conseguiu levar vantagem nas penalidades graças aos critérios recentemente atualizados, que não mais privilegiam os gols marcados fora de casa. A vitória do Santos FC por 2 a 1 em Minas Gerais, por sinal, marcou definitivamente o pontapé inicial deste que vem sendo um bom trabalho realizado pelo nosso treinador.

Desde o resultado positivo no Mineirão, o Santos Futebol Clube não sabe mais o que é ser derrotado. As vitórias contra Sport e Bahia na Vila Belmiro, com grande e fundamental apoio de nossa torcida, fizeram com que o triunfo frente ao Vasco no Maracanã nos colocasse na primeira parte da tabela do Campeonato Brasileiro. Faltando 16 rodadas e o nosso jogo atrasado para disputarmos (contra o próprio Vasco, agora no Pacaembu), temos em jogo 51 pontos para serem disputados, que definitivamente nos permitem almejar feitos ambiciosos no Campeonato Brasileiro.

O elenco do Santos FC está em sintonia com nosso treinador, e nossa torcida também está em sintonia com o Clube. Três jogos seguidos em casa com ingressos esgotados. Vila Belmiro e Pacaembu lotados provaram que só não há retorno nesta simbiose perfeita se a decisão vier fora de campo. Dentro dele, há luta, apoio e resultado. Vamos juntos! A próxima parada é contra o Grêmio, no Pacaembu, nesta quinta-feira (6), e os ingressos já estão à venda.

(Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)