Captado por Escola Licenciada “Meninos da Vila”, Marcos Leonardo estreia pela equipe profissional do Santos FC

Captado por Escola Licenciada “Meninos da Vila”, Marcos Leonardo estreia pela equipe profissional do Santos FC

O Santos Futebol Clube venceu o Sport na Ilha do Retiro pelo placar de 1 a 0, com gol do atacante Marinho, nesta quinta-feira (20), em partida válida pela 4ª rodada do Brasileirão 2020. Além da importante vitória fora de casa, a partida contou também com a estreia de mais um Menino da Vila na equipe principal: trata-se do artilheiro da Base Marcos Leonardo.

“Realizei um dos meus maiores sonhos. Foi o dia de mostrar a todos que acreditaram em mim que eu estou preparado para mostrar o meu trabalho e a minha dedicação. Muito obrigado aos meus pais, familiares, companheiros, amigos e a toda nação santista que esteve na torcida por mim. Deus, obrigado por mais essa benção, honrarei o Seu nome sempre”, declarou o Menino da Vila em seu perfil do Instagram.

Marcos Leonardo Santos Almeida, filho de Marcos Santos Almeida e Leidiane Santos, nasceu em 2 de maio de 2003. Natural de Itapetinga (BA), o Menino da Vila é chamado carinhosamente de Léo por seus familiares, e é conhecido pelo torcedor santista como ML9, o artilheiro da Base. Acostumado a usar a camisa 9 nas Categorias de Base do Peixão, o atacante debutou no profissional com o número 36, que na soma dos dois algarismos dá o resultado do número predileto do goleador.

A jovem promessa chegou ao Clube em agosto de 2014, aos 11 anos, por intermédio de uma Escola Licenciada “Meninos da Vila”, na cidade de Taubaté. “Foi uma caminhada difícil até conseguirmos que ele fosse aprovado definitivamente. Por conta de eleições daquele ano, teve que ser avaliado duas vezes. Demos todo o suporte financeiro necessário na época e insistimos muito”, afirmou Vicente Duarte Neto, proprietário da escola Meninos da Vila de Taubaté.

Há seis anos na Vila mais famosa do Mundo, o Menino vem acumulando gols desde sua primeira disputa de Campeonato Paulista das Categorias de Base. Em 2015 foi o artilheiro do Sub-13 com 25 gols. Já no ano seguinte, quando jogou quantidade menor de jogos por estar no Sub-14, foi o vice-artilheiro com 21 gols, ficando atrás apenas de Kaio Jorge, hoje titular do técnico Cuca na posição, que na ocasião marcou 22 gols.

(Texto: Maikon Camargo / Fotos: Ivan Storti)