Atletas do Sub-15 do Santos FC participam de debate sobre combate ao abuso e exploração sexual

Atletas do Sub-15 do Santos FC participam de debate sobre combate ao abuso e exploração sexual

A OAB de São Vicente, por intermédio de Dra. Luciana Martins (Presidente da Comissão dos Direitos da Criança e Adolescente e Ouvidora do Santos FC), promoveu, na última sexta-feira (18), uma tarde de debates relacionados ao “Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”. O evento ocorreu na Casa da Advocacia e Cidadania de São Vicente e contou com a presença de 14 atletas do Sub-15 do Santos FC. Fernanda Ferraz de Negreiros, psicóloga especializada em tratamento de crianças e adolescentes que sofreram abuso, e Rosana Caruso, assistente social e Secretária Adjunta de Assistência Social de São Vicente, foram responsáveis por instruírem os atletas do Peixe e demais presentes.

“A ideia deste debate surgiu justamente pelo fato de 18 de maio ser alusivo ao ‘Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes’. Resolvemos, portanto, tomar a iniciativa de convidar atletas de nossa base e também Coordenação de Defesa das Crianças e do Adolescente para este importante evento de conscientização. É importante que sejam denunciados abusos e demais situações que envolvam qualquer tipo de constrangimento”, declarou a Ouvidora do Santos Futebol Clube, Dra. Luciana Martins.

Silvana Trevisan, assistente social do Santos FC, ressaltou a relevância deste evento promovido pela OAB São Vicente. “Falar do enfrentamento ao abuso e exploração sexual no esporte é de extrema importância. Estamos trabalhando a prevenção sempre para que estes meninos, que estão em busca de um sonho, não enfrentam no meio do caminho este tipo de violência. É de suma importância que possamos trazer instruções e orientações aos meninos. Em todas as atividades que promovemos no Santos FC convidamos os pais e famílias, para que também sejam orientados e criem um canal de diálogo com seus filhos sobre temas sociais que estão no Brasil e mundo”, avaliou.

(Foto: Ivan Storti)