21º título paulista, em um dia como hoje

21º título paulista, em um dia como hoje

Por Gabriel Santana, do Centro de Memória 

Em um 3 de maio como hoje, um domingo de 2015, o Santos conquistou o seu 21º título paulista após eletrizante disputa de pênaltis com o Palmeiras. Após um início de ano turbulento, em que problemas financeiros fizeram o clube perder os jogadores Aranha, Arouca, Edu Dracena e Leandro Damião, o título estadual coroava mais uma vez o espírito de superação santista.

Naquele dia, perante um público de 14.662 espectadores, o Alvinegro Praiano derrotou um de seus maiores rivais por 2 a 1 no tempo normal, com gols de David Braz e Ricardo Oliveira, ambos na primeira etapa. O título poderia vir no tempo regulamentar, mas Lucas empatou para o Palmeiras no segundo tempo e, como o time da capital tinha vencido o primeiro jogo por 1 a 0, a decisão foi para os tiros diretos da marca do pênalti.

O goleiro Vladimir foi decisivo ao defender o segundo pênalti, cobrado pro Rafael Marques. O zagueiro palmeirense Jackson também errou sua cobrança, ao chutar no travessão. Todos os atletas santistas converteram seus chutes e o Peixe venceu por 4 a 2, com Lucas Lima marcando o gol do título.

O time campeão foi escalado pelo técnico Marcelo Fernandes com Vladimir, Victor Ferraz, David Braz, Werley (depois Gustavo Henrique) e Chiquinho Souza; Valência (Leandrinho), Renato e Lucas Lima; Geuvânio, Robinho (Cicinho) e Ricardo Oliveira.

Na disputa das penalidades, o goleiro Vladimir foi decisivo, e defendeu o segundo pênalti do Palmeiras, cobrado pro Rafael Marques. O zagueiro palmeirense Jakcson também errou sua cobrança, ao chutar no travessão. Todos os atletas santistas converteram suas cobranças, e o Peixe venceu por 4 a 2.

Campanha de campeão

Para vencer o campeonato o Alvinegro da Vila mais famosa do mundo disputou 19 partidas, tendo vencido 13, empatado quatro e perdido apenas duas. Marcou 36 e sofreu 15 gols.

Os artilheiros da equipe foram: Ricardo Oliveira, com 11 gols; Robinho, com cinco; Geuvânio, David Braz e Gabriel, com três; Renato e Thiago Ribeiro, com dois, e Chiquinho, Cicinho, Marquinhos Gabriel, Werley e Lucas Lima, com um gol cada. Fabiano Eller e Anderson marcaram contra. O centroavante Ricardo Oliveira foi o artilheiro do Campeonato Paulista.