13 de maio, dia de Tri

13 de maio, dia de Tri

Por Gabriel Santana, do Centro de Memória

Em 2012, ano do seu Centenário, o Santos conquistou logo a primeira competição que disputou, o Campeonato Paulista! E não foi uma conquista simples, pois representou o seu terceiro título estadual consecutivo. Sim, o seu terceiro Tri, todos na era profissional. Os outros foram em 160/61/62 e 1967/68/69, justamente na era de ouro do futebol brasileiro.

Era um domingo, 13 de maio, quando o time santista derrotou o Guarani por 4 a 2, no Estádio do Morumbi, sagrando-se campeão paulista pela vigésima vez. Neymar e Alan Kardec, duas vezes cada um, foram os autores dos gols do Peixe.

O público presente no estádio paulistano foi de 53.749 espectadores, que deixaram nas bilheterias a quantia de R$ 2.667.232,00. O técnico Muricy Ramalho mandou a campo Rafael, Henrique, Edu Dracena, Durval, Juan (Léo ), Ibson, Arouca, Elano (Felipe Anderson ), Paulo Henrique Ganso, Neymar e Alan Kardec.

Campanha e artilharia

Neymar foi o artilheiro da competição, com 20 gols. E os demais que marcaram para o Peixe no Estadual foram: Alan Kardec (7 gols), Borges (5), Ibson, Edu Dracena e Ganso (4), Dimba (3), Juan (2) e,  com um gol cada, Felipe Anderson, Bruno Rodrigo, Vinícius Simon, Anderson Carvalho, Maranhão, Durval, Arouca e Rafael Caldeira, além de um gol contra de Ferron.

Ao todo, o Santos disputou 23 partidas, das quais venceu 16, empatou três e perdeu quatro. Marcou 58 gols e sofreu 21.

O mesmo adversário nas semifinais

Nas semifinais dos três títulos seguidos, em 2010, 2011 e 2012, o Santos derrotou o mesmo adversário, o São Paulo. Em 2010, vitórias do Peixe nos jogos de ida e de volta; em 2011, um jogo único no Morumbi, com mais um triunfo Alvinegro, e em 2012, em outra partida única disputada na Capital, mais uma vitória do time santista. Enfim, quatro jogos e quatro vitórias, sendo três delas na casa do tradicional adversário. Uma façanha para se guardar!