Memória: Santos FC conquistava o Campeonato Paulista pela 15ª vez

Memória: Santos FC conquistava o Campeonato Paulista pela 15ª vez

No dia 02 de dezembro de 1984 o Santos FC sagrava-se pela 15ª vez Campeão Paulista, ao vencer no Estádio do Morumbi a equipe do Corinthians pelo placar de 1 a 0, com Serginho Chulapa marcando o gol da vitória, perante um público de 111.345 pagantes que assistiram naquele domingo a conquista incontestável do onze praiano na capital paulista.

O time campeão formou com Rodolfo Rodriguez; Chiquinho, Márcio Rossini, Toninho Carlos e Toninho Oliveira (Gilberto Sorriso); Dema, Paulo Isidoro e Humberto; Lino, Serginho Chulapa e Zé Sérgio (Mario Sérgio). O técnico era o saudoso Carlos José Castilho, que foi um dos melhores goleiros que atuou no futebol carioca, segundo declarou o ex-jogador santista, o meia Humberto, que foi campeão paulista com ele em 1984, “Castilho foi o melhor técnico que eu conheci e trabalhei, foi uma pena o futebol ter ficado se ele”.

Carlos Castilho faleceu no ano de 1987, como treinador do time santista, Castilho dirigiu a equipe em 126 oportunidades no período de 1984 a 1986 conquistando 58 vitórias, 39 empates e 29 derrotas com o time marcando 170 e sofrendo 111 gols.

Os artilheiros do Alvinegro na memorável e inesquecível conquista do título paulista foram:
Serginho Chulapa (16), Lino (07), Humberto (5), Márcio (5), Gersinho (4), Zé Sérgio (3), Paulo Isidoro (3), Ronaldo (3), Pedro Paulo (1), Mário Sérgio (1), Toninho Carlos (1), Fernando (1) e marcaram contra a favor do Santos, Wagner, Gotardo, Jorge e Luiz Pereira todos com 1 gol cada.

Serginho Chulapa foi o artilheiro máximo do campeonato com os 16 gols marcados, antes dele o último jogador santista a ocupar o posto de goleador do campeonato paulista tinha sido o também centroavante Juary, no ano de 1978 com 29 tentos, depois de Serginho Chulapa o posto de goleador máximo pela equipe santista foi ocupado por Giovanni em 1996 com 24 gols, Elano que no ano de 2011 marcou 11 gols, Neymar que marcou 20 gols no ano de 2012, Cícero que marcou 09 gols no ano de 2014 e por último, Ricardo Oliveira que marcou 11 gols em 2015.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística