Sereias da Vila são homenageadas em festa da Federação Paulista de Futebol

Sereias da Vila são homenageadas em festa da Federação Paulista de Futebol

(foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC)

As Sereias da Vila tiveram um dia especial nesta quinta-feira (1), na sede da Federação Paulista de Futebol, em São Paulo. As meninas tiraram a chuteira e colocaram trajes finos para participarem do inédito evento de premiação dos destaques do Campeonato Paulista Feminino. Além do vice-campeonato, as Sereias conquistaram prêmios individuais. A atacante Sole conquistou dois prêmios (artilheira e melhor atacante), enquanto a Giovana foi eleita a melhor lateral-direita do Estadual.

O técnico Caio Couto, o comandante das Meninas do Peixe, destacou o reconhecimento da modalidade, elogiando a Federação Paulista de Futebol, e prevê uma valorização do futebol feminino. “Pela primeira vez a federação de um estado dá reconhecimento a modalidade. Muito bom ver trazer atletas e agremiações para festejar o campeonato, e fundamentalmente mostrar como o futebol feminino já é visto com outros olhos. Eu me lembro, aqui mesmo nesta casa, comentamos que São Paulo tinha que ser a referência para o Brasil na questão do incentivo a modalidade Estamos felizes por termos feito a segunda melhor campanha, tivemos duas jogadoras entre as melhores da competição. O projeto do Santos é forte e duradouro.”

Sereias da Vila
Sereias da Vila são premiadas em festa da Federação Paulista de Futebol

Atuando fora de seu país, a argentina Sole, artilheira da competição com 16 gols, não escondeu a saudades de sua família, seus amigos e todos que ficaram em sua terra natal, mas destacou a felicidade de conquistar dois prêmios no “país do futebol”.

“Tem um significado muito grande para mim. Saí do meu país (Argentina) deixando muitas coisas, como família, amigos. É um prêmio que mostrou para mim que nunca devemos desistir, mesmo sentindo saudades.É a realização de um sonho, por isso, sinto que é merecido. A minha meta era ser artilheira, sabendo que era muito difícil. Não é fácil jogar em outro país.  O Brasil é o país do futebol. Não tenho palavras, somente agradecimento a Deus.”, disse Sole.

A lateral-direita Giovana já pensou em abandonar o futebol, mas deu a volta por cima, mostrou o seu talento e comemorou o fato de ter sido considerada a melhor jogadora da sua posição. Ela reforça a união do grupo  e o sonho de jogar na Seleção Brasileira. ” Há dois anos eu estava pensando em desistir, mas hoje, com toda força, eu recebo este prêmio. Esta premiação aumenta a visibilidade do futebol feminino, e isso, é muito importante para nossa modalidade. Cada atleta, a cada dia, tem a ambição de chegar mais longe. Eu quero, como todas, um dia chegar na Seleção Brasileira. Futebol é um esporte coletivo, uma depende da outra, quem está lá fora ajudando muito. Estamos cada de mais unidas dentro e fora de campo.”