Santos bate Botafogo-SP nos pênaltis e avança às semifinais do Paulistão

Santos bate Botafogo-SP nos pênaltis e avança às semifinais do Paulistão

Com direito a muita emoção, o Santos FC avançou às semifinais do Campeonato Paulista de 2018. Apesar da pressão desde o início, a equipe comandada por Jair Ventura não conseguiu furar a retranca do Botafogo-SP na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, e a partida acabou empatada em 0 a 0. Como o duelo de ida teve o mesmo placar, o confronto foi decidido nos pênaltis. Nas cobranças, o alvinegro venceu por 3 a 1 e conseguiu a classificação.

O embate contra o time do interior também marcou a partida de número 6 mil da história do Santos FC. Com uma vasta coleção de títulos, o clube também já marcou 12.451 gols nos quase 106 anos de história.

Agora, o Peixe aguarda o duelo entre Corinthians e Bragantino, nesta quinta-feira, em Itaquera, para saber qual será seu adversário na próxima fase do torneio estadual. O embate acontecerá neste final de semana, ainda sem data, horário e local definidos.

Vanderlei viu o Botafogo-SP errar três cobranças (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

O jogo – Precisando da vitória para avançar, o Santos FC começou a partida buscando o ataque no toque de bola, mas esbarrava na forte marcação do Botafogo-SP. A primeira boa chegada aconteceu aos 17 minutos, quando Dodô lançou Jean Mota pelo lado esquerdo. O meia dominou, levantou a cabeça e cruzou para Gabriel, que chutou firme, mas mandou por cima da meta.

O time do interior respondeu no ataque seguinte com Bruno Moraes, que recebeu passe de Danielzinho, mas parou em Vanderlei.

Aos 28, foi a vez de Gabriel dar belo cruzamento pelo lado direito para Jean Mota. O meia se esticou todo, mas não alcançou a redonda.

Dez minutos depois, Eduardo Sasha tocou para Jean Mota na esquerda. O camisa 3 encheu o pé, mas o goleiro Tiago Cardoso defendeu. No mesmo lance, o atacante Gabriel foi empurrado na área e reclamou de pênalti, não marcado pela arbitragem.

E no último lance da primeira etapa, Daniel Guedes cruzou para Dodô, que bateu de primeira, mas mandou para fora.

O Santos FC voltou com tudo para o segundo tempo. Aos 4, Rodrygo driblou a marcação e cruzou para Gabriel na entrada da área. O camisa 10, porém, chutou por cima do gol.

Arthur Gomes converteu o pênalti que deu a vitória ao Peixe (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Cinco minutos depois, Gabriel aproveitou-se de uma falha da marcação do Botafogo-SP e avançou sozinho para dentro da área. Mas foi cortado na hora do chute.

Aos 27, o camisa 10 pegou a redonda na direita, foi cortando para o meio e soltou uma bomba. Porém, o goleiro Tiago Cardoso agarrou firme.

No momentos seguintes, o Peixe seguiu controlando as ações. Aos 38 minutos, Arthur Gomes bateu da entrada da área, o arqueiro do Botafogo-SP espalmou e o rebote ficou para Diogo Vitor. O camisa 40 chutou firme, mas a bola desviu na marcação e saiu pela linha de fundo.

E a pressão seguiu grande na Vila. Aos 40, Diogo Vitor arriscou de longe, mas mandou para fora. No lance seguinte, Arthur Gomes também tentou de fora, mas Tiago Cardoso salvou.

Apesar da pressão, o Santos FC não conseguiu furar o bloqueio do Botafogo-SP e o duelo acabou indo para os pênaltis. Nas cobranças, a equipe do interior perdeu três vezes e o Peixe avançou.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 (3) X (1) 0 BOTAFOGO-SP

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 21 de março de 2018, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Paulo Ziolli
Público: 6.209
Renda: R$ 166.630,00
Cartões amarelos: BOTAFOGO-SP: Diones.

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Léo Cittadini e Jean Mota (Diogo Vitor); Eduardo Sasha (Vitor Bueno), Rodrygo (Arthur Gomes) e Gabriel.
Técnico: Jair Ventura

BOTAFOGO-SP: Tiago Cardoso; Marcos Martins, Naylhor, Plínio (Carlos Henrique) e Mascarenhas; Willian Oliveira, Diones, Lucas Taylor (Jheimy), Danielzinho (Cafu) e Dodô; Bruno Moraes.
Técnico: Léo Condé