Rodrygo não teme ‘caldeirão’ na Argentina e analisa Estudiantes: “Time muito físico”

Rodrygo não teme ‘caldeirão’ na Argentina e analisa Estudiantes: “Time muito físico”

Qual seria sua reação ao entrar em campo na Argentina para disputar um jogo da Copa Conmebol Libertadores? As pernas tremeriam? O atacante Rodrygo, atleta mais jovem a marcar um gol na história do torneio continental, acredita que não sentirá a pressão do Estadio Centenário Ciudad de Quilmes, palco do duelo entre Santos FC e Estudiantes, na próxima quinta-feira (5), às 21h30 (de Brasília), pela terceira rodada da competição.

“Sabemos que vamos encontrar muita dificuldade lá, pois o Estudiantes tem muita tradição na Libertadores. Mas já iniciamos nossos treinamentos e estamos preparados para voltar com um grande resultado. Contra o Real Garcilaso a altitude pesou muito. Para quem entra em campo é bem difícil. Mas agora é no nível do mar e será mais tranquilo para jogarmos. A pressão no estádio é normal, nosso elenco já está acostumado. E eles também vão sentir isso na Vila no jogo de volta”, afirmou o santista de apenas 17 anos.

Autor de quatro gols na temporada, Rodrygo é o vice-artilheiro do Peixe até o momento, empatado com Gabriel e atrás apenas de Eduardo Sasha, que já anotou seis tentos. Com uma semana livre de treinos, o jovem de 17 anos analisou o rival argentino e espera um jogo pegado em Quilmes.

“Contra o Nacional nós tivemos uma semana de preparação e isso fez a diferença, afinal, conseguimos uma boa vitória mesmo com um jogador a menos. O professor Jair já vem nos passando os detalhes do Estudiantes. É um time bem físico. São fortes e altos. E por isso vão buscar um jogo com mais contato. Então temos que procurar tocar a bola e chegar ao ataque com velocidade para sair com a vitória”, concluiu o atacante.