Para manter liderança, Vladimir Hernández pede atenção diante do Independiente Santa Fé

Para manter liderança, Vladimir Hernández pede atenção diante do Independiente Santa Fé

Foto: Juan Reol/SantosFC

O Santos FC está pronto para a terceira rodada da Conmebol Libertadores Bridgestone. Na noite desta terça-feira (18), no El Campesito, em Bogotá (COL), o Peixe realizou seus últimos trabalhos táticos e técnicos antes de mais um desafio pela competição internacional. Às 21h45 (horário de Brasília) desta quarta-feira (19), no Estádio El Campín, diante do Independiente Santa Fé, o Peixe busca manter a liderança do Grupo 2.

Com um empate em 1 a 1 contra o Sporting Cristal (PER), na estreia, e uma vitória por 2 a 0 sobre o The Strongest (BOL), na Vila Belmiro, o Alvinegro Praiano soma quatro pontos em sua chave. Para vencer seu concorrente direto pela primeira colocação, já que o time Independiente Santa Fé tem apenas um ponto a menos que o Peixe, o elenco santista fica atento às orientações do colombiano Vladimir Hernández, que conhece bem o adversário.

“Vamos atrás de uma grande vitória, mas enfrentaremos um adversário difícil, que sempre está brigando em todos torneios. O Santa Fé tem jogadores rápidos na frente e fortes atrás. São bons no jogo aéreo e têm bons cabeceadores. Temos que estar atentos a tudo isso”, disse o atacante santista, que enfrentou o Independiente Santa Fé por diversas vezes quando defendia o Júnior Barranquilla.

Feliz e confiante para este confronto diante de seus compatriotas, Vladimir não pensa em outra coisa a não ser a vitória em Bogotá. “Estou muito contente por estar na Colômbia. Graças a Deus estamos descansados e preparados para este desafio. Seguimos sonhando em somar os três pontos. Será uma partida difícil, mas o Santos FC é uma grande equipe e vai à luta”.

Santos FC e Independiente Santa Fé se enfrentaram apenas uma vez em toda a história. No dia 24 de setembro 1970, em uma partida amistosa, o Peixe venceu a equipe colombiana por 2 a 1 no Estádio El Campín. Os gols santistas foram marcados por Douglas e Carlos Alberto Torres. Campaz marcou o único tento dos donos da casa.

Neste embate o Alvinegro Praiano entrou em campo com: Edevar; Carlos Alberto, Ramos Delgado, Djalma Dias e Rildo; Leo Oliveira (Marçal) e Lima (Turcão); Manoel Maria, Picolé (Douglas), Pelé (Davi) e Abel. O técnico era Antoninho Fernandes.