Memória: Santos FC se preparava para inaugurar o lendário estádio

Memória: Santos FC se preparava para inaugurar o lendário estádio

Amanhã, quinta-feira, dia 22, o Estádio Urbano Vilella Caldeira Filho irá completar exatos 99 anos da primeira partida nele realizada e foi com uma bem-vinda vitória pelo placar de 2 a 1 diante do C.A. Ypiranga, que o Alvinegro Praiano iniciou sua bela caminhada dentro de sua nova casa, cabendo ao seu sócio-fundador Adolpho Millon Jr. a feitura do tento inaugural no reduto Alvinegro, o segundo tento santista foi marcado por Jarbas e o gol do Ypiranga foi marcado por Formiga, formando o Peixe com Odorico; Américo e Arantes; Pereira, Oscar e Junqueira; Millon, Marba, Tedesco, Jarbas e Arnaldo Silveira.

No dia da primeira partida no estádio santista em 1916 e que tinha uma arquibancada de madeiras com dois mil lugares, a imprensa santista informava que:

“Infelizmente, parece que um mau fado não quer deixar o Santos Foot-Ball Club este anno, presença, na linha de forwards, dos seus 5 optimos elementos indispensáveis ao irresistivel jogo de conjuncto, não será ainda desta vez um facto, portanto agora que Millon, o insubstituivel meia-direita, acha-se prompto a defender as cores do seu Club, o mesmo não succede a Ary que não tomará parte no “match”. Conhecemos o jogos dos forwards do Santos, e podemos affirmar que será difficil a qualquer delles preencher com vantagem, o claro aberto. Jogará, como center, Tedesco, o qual se deixa enthusiasmar bastante pelas palmas das archibancadas, esquecendo-se constantemente de que tem mais quatro companheiros na linha de ataque e sem os quaes qualquer assalto tem poucas probabilidades de dar um resultado util. Não queremos com isto mostrar qualquer incredulidade sobre o valor incontestavel do optimo jogo, o que sempre desenvolve a primeira “equipe” do querido club alvi-negro.

Temos, ao contrario uma profunda confiança de que o Ypiranga há de ficar hoje um tanto na duvida si o “team” com quem se bate é o mesmo que injustamente e por má sorte, tem tidos os seus meritos toldados por uma nuvem que forçosamente, nesta tarde há de desaparecer. Não é para menos, a anciedade geral que pertuba os amantes das boas partidas de “football” nesta cidade. Prevemos para a estréa do novo campo do Santos, um tarde esportiva bellissima, prevemos uma disputa cheia de momentos de grande sensação, e uma massa enorme de povo a applaudir vencidos e vencedores, a todos aquelles que forem dignos de receber a consagração devida aos que, em bellos feitos enthusiasmaram a assistencia. Apresentamos os nossos parabens aos moços de bôa vontade, e a quem, hoje, esta cidade deve a existencia de uma verdadeira praça de sports, que está a par das melhores do Estado e o que muito nos honra.
Acompanhando as equipes do Ypiranga, virá um grande numero de socios. O match dos 2º teams, começará às 13 e meia hora e o dos 1º os às 15 e meia hora”.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística