Memória: Santos FC goleava o Corinthians por 7 a 4 pelo Campeonato Paulista

Memória: Santos FC goleava o Corinthians por 7 a 4 pelo Campeonato Paulista

Não pode haver prazer maior para o torcedor do Santos FC do que relembrar fatos, conquistas, títulos e principalmente grandes goleadas que o time do seu clube de coração impôs aos chamados  integrantes do “Trio de Ferro da Capital”, no decorrer de sua rica existência no futebol brasileiro.

Lembrar os momentos felizes faz com que a enorme coletividade alvinegra se sinta orgulhosa do passado de glórias do clube que o escritor José Roberto Torero escreveu quando da data de sua fundação que “afundava o Titanic nascia um time de titãs”.

E foi no dia 06 de dezembro de 1964, há exatos 51 anos, o Santos FC goleava a equipe do Corinthians pelo placar de 7 a 4 em partida válida pelo campeonato paulista sob os olhares de 56.476 espectadores que deixaram nas bilheterias do Pacaembu a importância de Cr$ 36.437.800,00 recorde de renda no certame. Os carrascos na goleada foram Pelé (4) e Coutinho (3). O técnico Lula colocou em campo Gilmar; Ismael, Modesto e Lima; Zito e Haroldo; Toninho, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Vale lembrar que o Rei Pelé durante sua carreira marcou exatos 50 gols na equipe do Parque São Jorge, em 48 partidas disputadas.

Logo após o jogo ainda no gramado do Pacaembu, o técnico corintiano Osvaldo Brandão não se conformava com a goleada e desabafava aos repórteres “Só pode ser castigo Divino, em menos de um mês dias fui goleado duas vezes pelo time do Santos FC, é muito para um simples mortal”. Ele se referia a goleada que o time do Botafogo o qual dirigia anteriormente fora aniquilado na Vila Belmiro pelo estonteante placar de 11 a 0.

As três maiores goleadas aplicadas pelo Alvinegro Praiano nos componentes do “Trio de Ferro” foram as seguintes:

Dia 04/09/1927 – 8 a 3 no Corinthians no Palestra Itália no campeonato paulista.

Dia 07/03/1963 – 6 a 2 no São Paulo no torneio Rio-São Paulo no Pacaembu.

Dia 03/10/1915 – 7 a 0 no Palestra Itália partida amistosa no Velódromo em São Paulo.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e  Estatística