Memória: Santos FC era campeão invicto do Torneio Internacional Roberto Gomes Pedrosa

Memória: Santos FC era campeão invicto do Torneio Internacional Roberto Gomes Pedrosa

Ao vencer no dia 29 de março de 1956, o time argentino do Newell’s Old Boys pelo placar de 5 a 2, no Estádio Paulo Machado de Carvalho, o lendário Pacaembu, também na época chamado pela crônica paulistana de “próprio da municipalidade bandeirante”, o Santos FC se sagrava Campeão invicto do Torneio Internacional Roberto Gomes Pedrosa promovido pela Federação Paulista de Futebol. Os tentos do Peixe foram marcados por: Pagão (2), Pepe, Vasconcelos e Del Vecchio formando o Santos com:Manga; Hélvio (Cássio) e Feijó; Ramiro, Zito e Urubatão; Alfredinho (Sarno), Jair Rosa Pinto, Pagão (Del Vecchio), Vasconcelos e Pepe. O técnico era Luiz Alonso Perez, o Lula.

Nesse torneio, o time do Alvinegro da Vila Mais Famosa do Mundo, jogou 04 partidas e venceu todas marcando 17 e sofrendo 06 gols, as partidas foram duas contra o Newell’s Old Boys (4 a 2 e 5 a 2), contra o Boca Juniors (3 a 2) e contra o Nacional do Uruguai (5 a 0). Os artilheiros foram: Pagão (5), Pepe (4), Vasconcelos (3), e com um gol cada marcaram Negri, Alfredinho, Del Vecchio, Urubatão e Castor que marcou contra a favor do Santos.

Curiosidade

Paulo César de Araújo, o Pagão, que foi o artilheiro santista no certame internacional jogou pelo Alvinegro da Vila Belmiro 345 partidas no período de 1955 a 1963 marcando 159 gols e é o 9º artilheiro na tábua geral dos artilheiros do Santos. Pagão é até hoje o maior ídolo do cantor Chico Buarque de Holanda que não poupa elogios ao craque que fez questão de homenagear vindo a Santos jogar uma pelada com o ídolo Pagão que faleceu no dia 04 de maio de 1991 com 56 anos de idade.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística