Memória: Nascia Urubatão, um dos grandes jogadores da história do Clube

Memória: Nascia Urubatão, um dos grandes jogadores da história do Clube

No dia 31 de março de 1933, nascia na cidade do Rio de Janeiro, Urubatão Calvo Nunes, um zagueiro/volante de muita fibra e muita garra, que honrou como poucos honraram a camisa do Santos FC. O valente defensor jogou pelo Alvinegro da Vila Belmiro 319 partidas tendo marcado nesse período 29 gols.

Sua estreia no Peixe foi no dia 12 de fevereiro de 1954, em partida realizada na Vila Belmiro na vitória do Alvinegro sobre o Guarani de Campinas pelo placar de 3 a 2 em jogo amistoso, tendo o Peixe formado com: Luiz; Hélvio e Cássio (Feijó); Urubatão, Formiga e Zito; Boca, Naldo, Álvaro, Hugo (Antoninho) e Tite. O técnico era o italiano Giuseppe Ottina. Os tentos santistas foram marcados por Álvaro (2) e Hugo, Já a última vez em que entrou em campo para defender o Alvinegro foi no dia 13/041/961, no estádio do Maracanã, contra o Vasco da Gama na derrota santista pelo placar de 2 a 1 com Pepe marcando o único tento santista, em partida do torneio Rio-São Paulo, nesse encontro último de Urubatão, o Santos FC formou com: Lalá; Mauro e Dalmo; Jorge (Getúlio), Calvet e Urubatão; Dorval, Mengálvio, Álvaro (Sormani), Pelé (Tite) e Pepe. O técnico era Luiz Alonso Perez, o Lula.

Como técnico Urubatão, que era chamado por seu colega de time José Macia, o Pepe de “Maripa” e também de “Borboleta” dirigiu o Santos FC em 26 oportunidades vencendo 13 empatado 06 e perdendo 07 partidas com a equipe marcando 38 e sofrido 25 gols, sua grande conquista como técnico foi o Torneio Hexagonal do Chile em 1977. Pelo Peixe como jogador ganhou os seguintes títulos: Campeão Paulista em 1955/56/58 e 1960 e também o torneio Rio-São Paulo no ano de 1960. Urubatão faleceu em Santos, na Beneficência Portuguesa no dia 24/09/2010, aos 77 anos de idade.

Guilherme Gomez Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística