Memória: Athié Jorge Coury se filiava ao Santos FC

Memória: Athié Jorge Coury se filiava ao Santos FC

No dia 01 de setembro de 1927, filiava-se no clube santista, Athié Jorge Coury, que iria a partir dessa data, ter uma ligação de amor e dedicação ao Santos FC, não só como goleiro como também com seu principal dirigente em toda a centenária história do Peixe. Athié teve como proponente o então presidente Guilherme Gonçalves.

Ele veio do EC Sírio da capital paulista para revesar com o então goleiro titular Tuffy Neugem (O Satanás Negro) que perderia o posto de goleiro efetivo porque seria eliminado do clube após a histórica partida entre os selecionados paulistas e cariocas em São Januário no dia 13 de novembro de 1927.

Defendendo a meta santista, o goleiro presidente disputou 172 partidas no período de 1927 até o dia 01 de abril de 1934 na partida do campeonato paulista contra a equipe do Palestra Itália, na Vila Belmiro quando deixou o arco praiano em seu lugar entrou Ciro Maciel Portieri (O Gato Preto). A primeira partida de Athié na meta santista ocorreu no dia 09 de outubro de 1927 na goleada do Peixe diante do Corinthians FC de Santo André pelo placar de 9 a 0 com gols de Feitiço (5), Siriri (3) e Camarão um gol, formando o Santos com: Athié; Bilú e David; Alfredo, Júlio e Hugo; Omar, Camarão, Siriri, Feitiço e Passos.

Curiosidade

Athié Jorge Coury na vida política foi vereador, deputado estadual e deputado federal, só não conseguiu se eleger prefeito de Santos, cargo ao qual concorreu sem contudo obter êxito.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística