Maglia declara amor ao Peixe: “Vestir essa camisa é uma coisa grandiosa”

Maglia declara amor ao Peixe: “Vestir essa camisa é uma coisa grandiosa”

Vida de Sereia da Vila não é mole. Com o elenco de folga até o dia 23 de novembro, as meninas do Santos FC não estão paradas. Todas jogadoras têm realizado trabalhos físicos para manter a forma, e, claro, estarem preparadas para a próxima temporada. Nesta quarta-feira (4), a volante Maglia, um dos destaques na marcação santista em 2015, realizou um trabalho forte na academia da Vila Belmiro, mas não deixou de falar sobre o que interessa: futebol.

A volante do Santos FC acredita que o time fez um bom ano de 2015, mas admite que poderia ter sido melhor. ” Foi um retorno bom. Colocando na balança, pesando os prós e contras, dá para dizer que foi um bom recomeço. Nós conseguimos colocar novamente a força que o Santos tem no futebol feminino. Chegamos bem no Paulista, mas infelizmente fomos eliminados pelo regulamento, mas a gente teve uma mescla de jogadoras experientes, com outras mais novas, algumas nem se conheciam. Conseguimos montar um elenco forte. Erros acontecem, e, agora, nós vamos ter um tempo para trabalhar e corrigir para 2016.”, diz Maglia.

Maglia não gostou nem um pouco da folga antecipada, já que isso aconteceu em decorrência da eliminação do Campeonato Brasileiro.” Infelizmente, nós tivemos umas “férias” antecipadas, né. A gente não queria, mas devido a desclassificação no Brasileiro foi dada a folga. Nós estamos com tempo para trabalhar fisicamente, a preparadora física deixou trabalho para todas jogadoras. Quando voltarmos no dia 23 já começa a nossa próxima temporada.”.

A meta para 2016 é a conquista do título Brasileiro, que leva o time à Libertadores da América. Maglia quer corrigir os erros e focar na competição nacional.

“Vamos arrumar os erros. Vamos focar muito no Campeonato Brasileiro, que é muito importante, e nos dá vaga para a Libertadores. Vamos fazer um trabalho bem feito para colocar o Santos no topo.”

O sonho de jogar no Santos FC não é algo inerente apenas aos meninos. Várias garotas também querem vestir a camisa santista. Maglia, quando recebeu a proposta do clube, não tinha a dimensão do que é jogar na Vila Belmiro. “Quando eu recebi a proposta de vir para o Santos eu fiquei feliz, mas eu não tinha a dimensão do que era vestir esta camisa. Pisar aqui, vestir essa camisa é uma coisa grandiosa, indescritível. Jogar na Vila Belmiro, com o espaço que o Modesto deu para nós, aqui a torcida acompanha a gente. Isso é difícil de ver no futebol feminino. Eu só tenho o que agradecer.”, finaliza a volante.