Léo, o Guerreiro da Vila, completa 40 anos de idade

Nascia no dia 06 de julho de 1975, na cidade fluminense de Campos, o lateral-esquerdo santista, Leonardo Lourenço Bastos, um guerreiro que honrou com dedicação e raça a camisa do Santos FC .

 

Léo entrou em campo pela primeira vez atuando pelo Clube que tanta ama no dia 27 de agosto de 2000, vindo da equipe do União São João, no Torneio João Havelange (Campeonato Brasileiro), em partida vencida pelo Palmeiras na Vila Belmiro por 3 a 2 com Edmundo marcando os dois gols do Peixe que formou com: Carlos Germano; Michel, Preto (Júlio César), Sangaletti (Valdo) e Léo; Claudiomiro, Renato, Caio e Robert (Aílton); Edmundo e Dodô. O técnico era Giba.

Já no início de sua gloriosa caminhada, logo após a partida, o zagueiro afirmava “Se depender de mim, vou deixar meu sangue para fazer o Santos campeão”.

O lateral guerreiro jogou pelo Peixe 455 partidas tendo marcado 24 gols. Na Seleção Brasileira jogou 8 partidas.

No Santos conquistou os seguintes títulos:
Campeão Brasileiro nos anos de 2002 e 2004
Campeão da Copa Brasil no ano de 2010
Tricampeão Paulista nos anos de 2010, 2011 e 2012
Campeão da Taça Libertadores no ano de 2011
Campeão da Recopa Sulamericana no ano de 2012

Curiosidade

Léo Bastos é sobrinho de um dos maiores ídolos que o Clube santista já teve na sua gloriosa existência: o atacante Augusto Vieira de Oliveira, o saudoso Tite, que também nasceu na fluminense Campos e que veio para o Santos no ano de 1951 jogando até 1957 retornando em 1960 e jogando até 1963 foram 475 partidas com 151 gols marcados.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *