Kayke pede “espírito de Libertadores” para vencer Atlético (PR) nesta quarta-feira (5)

Kayke pede “espírito de Libertadores” para vencer Atlético (PR) nesta quarta-feira (5)

Foto: Ivan Storti/SantosFC

Santos FC e Atlético (PR) se enfrentam nesta quarta-feira (5) pelo primeiro desafio das oitavas de final da Conmebol Bridgestone Libertadores. No último confronto entre as duas equipes, no dia 11 de junho, o Peixe venceu por 2 a 0 com dois gols do atacante Kayke. Apesar de ter batido o adversário em Curitiba (PR), pelo Campeonato Brasileiro, o experiente jogador do Peixe acredita que partida desta semana será muito mais complicada que a anterior.

“Será um jogo diferente. Sabemos que a Libertadores tem um clima diferente. Independente de já termos vencido o Atlético, e de nossa situação ser diferente da deles no Brasileiro, tenho certeza de que será outra partida. Temos que fazer um duelo com espírito de Libertadores, precisamos disso para sair de lá (Curitiba) com um bom resultado”, comentou.

No Santos FC desde o início deste ano, Kayke soma 23 partidas pelo Alvinegro Praiano, com sete gols marcados e uma assistência. Destes sete gols, três foram marcados no Brasileiro, três no Paulista e um na Copa do Brasil. À disposição do técnico Levir Culpi para enfrentar o Atlético (PR), o camisa 11 quer marcar pela primeira vez na Libertadores em seu segundo jogo pela competição.

“Tive apenas um jogo na Libertadores, contra o The Strongest (BOL). Entrei no segundo consegui participar da jogada do gol de Vitor Bueno. Agora venho em uma boa sequência de jogo, aquilo que procurava. Já consegui marcar nas outras competições, mas agora quero ser feliz na Libertadores, que é o que a gente precisa”, comentou.

Santos FC e Atlético (PR) se enfrentam às 19h15 desta quarta-feira (5), na Vila Capanema, em Curitiba (PR). Invicto na maior competição de clubes do continente, o Peixe se classificou para as oitavas de final na liderança do Grupo 2, com 12 pontos. Em seis partidas, o Alvinegro Praiano somou três vitórias e três empates, com 11 gols marcados e quatro sofridos.