Gabriel e Zeca destacam importância do Santos FC em convocações para a Seleção

Gabriel e Zeca destacam importância do Santos FC em convocações para a Seleção

Os Meninos da Vila têm feito sucesso não apenas vestindo a camisa do Alvinegro Praiano. Gabriel e Zeca atuaram nos amistosos realizados pela Seleção Brasileira Olímpica diante dos Estados Unidos. Foram duas vitórias ( 2 a 1; 5 a 1) que deixaram boa impressão ao técnico Rogério Micale. O atacante Gabriel foi um dos destaques do Brasil, marcando três gols e dando uma assistência. O camisa 10 santista fala da alegria de jogar na Seleção.

“Foi uma experiência muito boa, estou muito contente. Claro que os gols me deixaram feliz, mas as vitórias foram muito importantes. Criamos mais entrosamento, que é importante. Estar ao lado do Zeca  também foi muito legal e divertido.”, diz o jovem de 19 anos.

Como ninguém joga sozinho, Gabriel destaca a importância do elenco santista em sua boa fase.

“Estou na Seleção por causa dos meus companheiros, por causa do nosso trabalho aqui no Santos. Todos se ajudam aqui, quem está em campo, quem está no banco. Espero continuar muito bem no Santos e na Seleção.”

Zeca / Crédito: Ivan Storti/Santos FC
Zeca jogou pela primeira vez na Seleção Brasileira (Ivan Storti/Santos FC)

O lateral-esquerdo Zeca jogou pela primeira vez na Seleção Brasileira, mas esta é sua segunda convocação. Na primeira, em decorrência de uma lesão, o jogador teve que ser cortado da lista de relacionados. O jogador fala da emoção de vestir a camisa da Seleção. “Primeiramente queria agradecer a Deus, depois ao professor Dorival. Na primeira vez eu fiquei muito triste por ter sido cortado da Seleção, depois veio a nova convocação e fiquei super feliz. Ao vestir aquela camisa ali, eu me emocionei. Primeira vez que eu cantei o hino com a camisa da Seleção. Aproveitamos bem os jogos e ganhamos as partidas. Foi muito bom”, diz Zeca.

Assim como Gabigol, Zeca credencia o elenco do Peixe como um dos motivos por sua convocação.

“O Santos tem tudo a ver com a minha convocação. O Santos que me deu toda proporção para estar na Seleção. Se não fosse o grupo, eu acho que não estaria lá. Todo grupo é unido, um corre pelo outro. Ricardo ajuda atrás dando carrinho, o Braz está na frente fazendo gols. Todo grupo ajuda que Ricardo, Lucas, eu e Gabriel estejamos na Seleção. Espero que outros acabem indo também.”

Com os pés no chão, Zeca se permite sonhar. O lateral quer conquistar a medalha inédita para o Brasil. “Eu sempre acreditei, sempre trabalhei para chegar um momento bom. Tive oportunidade com o professor Dorival, tive oportunidade no Santos. Sem dúvida é um momento muito especial.Espero muito, se Deus quiser, ser convocado para as Olímpiadas, e quem sabe ganhar um título pelo pais.”