Vladimir Hernández assina contrato de 4 anos e é apresentado no Santos FC

Vladimir Hernández assina contrato de 4 anos e é apresentado no Santos FC

Crédito das fotos: Ivan Sroti/Divulgação Santos FC e Juan Reol/Santos FC

O atacante Vladimir Hernández foi enfim apresentado oficialmente pelo Santos FC. Em outubro de 2016, a diretoria santista confirmou o reforço para 2017, com assinatura de contrato de intenção. Mas apenas no início da tarde de terça-feira (24), no Centro de Treinamento Rei Pelé, que o atleta colombiano assinou o documento definitivo, válido por quatro temporadas. E, logo após, ele recebeu a camisa do clube, com o número 16 nas costas, na sala de imprensa, em sua primeira entrevista coletiva como reforço do Alvinegro Praiano.

Vladimir Hernández viveu um dia “intenso” nesta terça-feira (24). Convocado pela primeira vez em sua carreira para servir a Seleção Colombiana – para o Jogo da Amizade, amistoso contra o Brasil que será disputado na noite de quarta-feira (25), no Estádio Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ) – , ele foi dispensado da concentração da Colômbia para retornar a Santos (SP) e assinar o contrato.

Mas, para que o Departamento Jurídico do Santos FC conseguisse fazer o contrato, ele precisaria do visto de trabalho no Brasil e também da carteira de trabalho nacional. Por este motivo ele esteve na Polícia Federal de Santos para conseguir o primeiro e, horas depois, no Ministério do Trabalho para o segundo. Em seguida, acompanhado pelo Superintendente de Esportes Dagoberto Fernandes do Santos, ele assinou o contrato válido por quatro anos.

Só que o dia atípico não parou por aí. Com treino marcado pelo técnico José Pekerman para às 18 horas da mesma terça-feira, Vladimir teve que passar por isso tudo, além da apresentação oficial, e ainda voltar ao Rio de Janeiro em tempo. Por este motivo sua entrevista coletiva, antes prevista para às 15h30 na sala de imprensa do CT Rei Pelé, foi antecipada para às 14h30.

Por fim tudo correu dentro do planejado pelo Santos FC, e o atleta retornou à concentração da Seleção Colombiana sem qualquer complicação. Abaixo algumas das respostas de Vladimir Hernández aos jornalistas presentes na entrevista coletiva e também de torcedores santistas que acompanharam a apresentação oficial por meio da transmissão ao vivo da Santos TV.

Ser um jogador desconhecido para a torcida santista, mas ter a confiança do técnico Dorival Junior, que já o conhecia e previa que seria um excelente reforço
“Muito feliz de estar aqui e com a confiança que senti de todos, que é muito forte. O professor, os companheiros, todos me receberam da melhor maneira. Pretendo retirbuir toda essa confiança que estão me dando nos treinamentos e poder usar isso nos jogos. E, tomara, ajudar o Santos FC a conquistar muitos títulos”.

Principais caracterísitcas em campo e o que esperar do Santos FC na Libertadores 2017
“Sou um jogador rápido, que gosta de ir para cima, acostumado a jogar pelas beiradas e chegar ao gol. Essas são minhas caracterísitcas, incluindo ajudar meus companheiros com o que posso mais. A Taça Libertadores da América é uma competição que todos querem ganhar, é um sonho, como jogador, de ganhar esse título internacioal. E hoje defender um time que já ganhou essa competição, seria um sonho ganhar com o Santos FC. Vamos enfrentar um rival colombiano como o Santa Fé, que também já ganhou essa Taça, um time grande de Bogotá, então esperamos que nossa preparação nos ajude muito a chegarmos fortes na Libertadores”.

Sobre Jonathan Copete
“Com Copete não tive a oportunidade de falar antes de vir para cá. Mas sei que é um cara que sempre luta pelo primeiro lugar, para ser campeão, para ganhar títulos, e tomara que juntos consigamos fazer bem as coisas, jogar 100%, e conquistar muitos títulos”.

O que o povo colombiano sabe sobre o Santos FC? (pergunta do torcedor)
“Na Colômbia se fala muito do Santos FC, uma equipe histórica, com jogadores de fama mundial como Robinho, Neymar e o lendário Pelé. Uma responsabilidade muito grande, de chegar a um time de onde sairam jogadores de fama mundial. É um sonho que se realiza, de reforçar um time grande, de estar aqui no Santos FC, um dos grandes do Brasil e do mundo, e espero poder fazer tudo certo por aqui e ganhar o carinho de todos”.

Primeira convocação na carreira e homenagem de Brasil e Colômbia aos familiares dos mortos na tragédia da Chapecoense
“É uma felicidade muito grande poder defender a Seleção, vestir essa camisa pela primeira vez. É uma atitude linda que vão fazer para todas essas famílias que lamentavelmente perderam seus entes queridos. Espero que amanhã seja um lindo espetáculo e que as pessoas aproveitem. E ajude muito os familiares dos falecidos”.

Recepção no Santos FC e as primeiras impressões da cidade de Santos
“Me chamou muito a atenção ao chegar aqui no Santos FC a receptividade dos demais jogadores que, mesmo por eu não ser brasileiro ou falar português, me receberam da melhor maneira. A cidade de Santos é muito, muito tranquila. O pouco que conheci, saí pouco do hotel, apenas perto, mas senti que as pessoas são muito amáveis. Estou muito feliz de estar aqui e espero que dentro de campo possa retribuir tudo isso e trazer muita alegria aos torcedores do Santos FC”.

Sobre jogar fora de seu país pela primeira vez na carreira
“Primeira experiência. Tomara que possa ser muito boa. Tenho o desejo e a vontade de triunfar neste grande clube. Há muito tempo queria ter a oportunidade de poder jogar no exterior e ainda não tinha conseguido. E agora agradeço ao Santos FC, por ter confiando em mim, por ter me contratado, e espero, dentro de campo, retribuir isso com bom futebol, dando alegrias e conquistando títulos”.

Se o fato de já ter atuado em Libertadores ajudou na sua contratação e o que ele pode ajudar com os demais jogadores do Santos FC (pergunta do torcedor)
“Sim, a Libertadores é uma competição que os jogadores sempre querem jogador, querem ganhar. Tenho a experiência de três Libertadores e sei que não é fácil, a Libertadores é muito difícil. Joguei pelo Junior Barranquilla, que sempre estava disputando a Taça e sei o quão complicado é jogar. Mas por lá ganhei muita experiência e espero que aqui no Santos FC tenha a oportunidade de ganhar esse título que todos almejam na América do Sul. Espero estar bem, 100%, e espero ganhá-la”.