Ações administrativas resultam em superávit inédito de R$ 53,3milhões no primeiro trimestre

Ações administrativas resultam em superávit inédito de R$ 53,3milhões no primeiro trimestre

As ações estabelecidas pelo presidente Modesto Roma Jr. visando a obtenção de resultados operacionais positivos em 2016, baseado nas diretrizes que conjugam melhora na gestão dos recursos, redução de despesas e incremento das receitas, permitiu ao Santos FC apurar um superávit de R$ 53,3 milhões no primeiro trimestre deste ano.

Esse resultado assegura condições extremamente favoráveis para a manutenção das atividades operacionais e para o cumprimento dos compromissos assumidos pelo clube neste exercício, além de garantir a realização de investimentos dirigidos à formação de novos talentos da base e à manutenção de uma equipe profissional competitiva para a disputa dos campeonatos previstos no calendário deste ano, bem como realizar os investimentos em infraestrutura necessários e adiados de anos anteriores.

Superado o período de dificuldades enfrentado pelo clube no ano passado, devido a necessidade de reestruturar as finanças e honrar compromissos assumidos pela administração anterior. Saliente-se que tal performance ocorreu em um cenário de dificuldades muito adverso, enfrentado pelo País.

A expectativa é a de que agora o Santos FC consolide uma política administrativa que ofereça estabilidade e permita sanear seu passivo financeiro em médio e longo prazos, recuperando capacidade de investimento e aumento de patrimônio, consolidando uma filosofia de trabalho realista de fair play financeiro imposta pelo Presidente Modesto Roma Jr. em 2015.

Nesse sentido, estabeleceu também outras ações visando a melhoria da situação financeira do clube, que incluem ainda o incremento de receitas oriundas de patrocínios, dos sócios, com jogos e venda de material esportivo de forma diferenciada a que vinha ocorrendo até 2015.

O Balanço trimestral foi protocolado no Conselho Deliberativo nesta terça-feira (26). Veja o Balanço Trimestral 2016