JOÃO PAULO: “O CAMPEONATO É TRAIÇOEIRO”