Santos FC recebe licenciamento da FPF para disputar o Paulistão Feminino 2021

Santos FC recebe licenciamento da FPF para disputar o Paulistão Feminino 2021

De olho na participação no Campeonato Paulista Feminino de 2021, o Santos FC recebeu, durante treinamento das Sereias da Vila, de terça-feira (4), a visita de Ana Lorena Marche, coordenadora do Futebol Feminino da Federação Paulista de Futebol. Lorena é responsável por avaliar a estrutura e o cotidiano de todas as equipes da competição para licenciá-las, ou não, a disputar as competições da FPF na temporada. O Clube foi o primeiro a ser visitado pela Federação em 2021.

“Hoje em dia para disputar o Campeonato Paulista Feminino adulto existe um licenciamento. Todos os clubes têm que atender alguns pré-requisitos de estrutura, de comissão técnica e esportivos para poder disputar a competição. A Federação tem que aprovar todo o departamento de futebol feminino, com todas as suas estruturas físicas e instalações. Então viemos aqui verificar onde acontecem os treinos, os alojamentos, as questões de transporte. Estamos vistoriando o dia a dia dos clubes e os que não tiverem a estrutura para disputar a competição e não cumprirem esses pré-requisitos não vão entrar”, explicou Lorena.

Depois de visitar todas as instalações utilizadas pela equipe e acompanhar o treinamento das Sereias no CT Rei Pelé, a coordenadora elogiou a estrutura do Clube para o futebol feminino. Ao final da avaliação, Lorena credenciou as Sereias da Vila a participarem das competições da Federação neste ano.

“Encontrei ótimas instalações. O CT Rei Pelé tem um ótimo campo de treino, com um gramado sintético maravilhoso. As meninas têm alojamento, estrutura de fisioterapia só para elas, sala de musculação só pra elas. Encontrei coisas muito positivas. Elas têm muita autonomia, têm a estrutura e equipamentos para poder ter um futebol de alto rendimento, um futebol profissional. Então a gente aprova o Santos FC e suas instalações, vendo que as meninas são muito bem tratadas e que o clube está cumprindo com o que falaram que estavam fazendo”, avaliou a coordenadora da FPF.

(Texto: Tiago Maestre (Estagiário) com supervisão de Fábio Maradei (Gerente de Comunicação) e Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo)