O título que veio do céu

O título que veio do céu

Por Guilherme Guarche do Centro de Memória
Colaboração de José Roberto Brandi dos Santos da Assophis

Em 9 de abril de 2006, após 21 anos e quatro meses, o Santos Futebol Clube voltou a conquistar o Campeonato Paulista de Futebol. O 16º título veio com a vitória diante da Portuguesa de Desportos por 2 a 0, com gols de Cléber Santana e Leonardo (contra).

A fórmula de disputa era por pontos corridos. Santos e São Paulo chegaram à última rodada com chances de serem campeões. A partida foi tensa até os 23 minutos do primeiro tempo. Enquanto o Santos empatava com a Portuguesa em 0 a 0, o São Paulo que ainda brigava pelo título vencia o Ituano, com esses resultados o título estava indo para o Morumbi.

No entanto após escanteio muito bem cobrado de Léo Lima, Cléber Santana dentro da pequena área subiu mais que a zaga da Lusa e cabeceou no canto esquerdo do goleiro. Era o que faltava para o time ganhar tranquilidade e, aos 29 minutos do primeiro tempo, Kleber cruzou da esquerda e Leonardo, no bico esquerdo da pequena área fez contra, no contra pé do goleiro Gléguer.

Com 2 a 0 no placar a torcida santista, que não assistia a um título paulista na Vila Belmiro desde 1965, começou a cantar “é campeão”. No segundo tempo o panorama do jogo não mudou muito com o Santos jogando bonito e melhor que a Portuguesa de Desportos.

O cenário de festa foi se consolidando e após o apito final muita comemoração com a taça chegando a Vila Belmiro de helicóptero, para a alegria dos quase 20 000 santistas que lotaram o estádio Urbano Caldeira.