Mesmo com maratona de jogos, Departamento Médico do Santos FC deixa CEPRAF praticamente vazio

Mesmo com maratona de jogos, Departamento Médico do Santos FC deixa CEPRAF praticamente vazio

O Santos FC vem vivendo um maratona exaustiva na temporada. Nos últimos 10 dias, o Peixe entrou em campo quatro vezes, sendo três jogos pelo Campeonato Paulista e um pela Conmebol Libertadores. E mesmo com a sequência de jogos e o desgaste físico do elenco, o Departamento Médico do clube conseguiu deixar o setor de fisioterapia do CEPRAF (Centro de Excelência em Prevenção e Recuperação de Atletas de Futebol) praticamente vazio.

Somente os atletas Raniel, Sandry e Jobson, que passaram por cirurgias recentes, ainda não estão liberados para os treinos. O gerente de futebol do Santos FC, Jorge Andrade, comemorou o feito e agradeceu o esforço de todo o DM do Alvinegro Praiano.

“Estamos vivendo um momento atípico no futebol. O calendário precisou ser readequado por conta da paralisação pela pandemia da Covid-19. Por conta disso, o clube está em uma sequência de praticamente um jogo a cada 48 horas. E conseguir manter o elenco inteiro à disposição da comissão técnica com uma maratona tão intensa é motivo de comemoração, sim. Todo o Departamento Médico está de parabéns e temos confiança de que vão seguir fazendo esse grande trabalho”, afirmou.

Atualmente, o DM do Peixe conta com os médicos Fábio Novi (responsável pelo departamento), Guilherme Faggioni e Carlo Alba, o infectologista Evaldo Stanislau, os fisioterapeutas Avelino Buongermino, Marcelo Amâncio e José Renato Perez, a nutricionista Alessandra Favano, o fisiologista Marcelo Takayama, o técnico de enfermagem Gustavo Calixto, e os massagistas Jailson, Marcão e Renato Milho.

“Estamos satisfeitos também com os trabalhos de prevenção de lesões, que envolvem todo o departamento de futebol, junto com os setores médicos e físicos. Tudo tem fluído bem e a tendência é melhorar ainda mais. Todos os jogadores que passaram pela fisioterapia já foram liberados para a fase de transição junto à preparação física. Esse resultado é motivo de orgulho para todos do DM”, ressaltou Fábio Novi.

(Foto: Ivan Storti/ Santos FC)