JOÃO PAULO FALA SOBRE DECISÃO CONTRA O LIBERTAD