Com um mês de Santos FC, Holan destaca boa relação com elenco e ‘mini pré-temporada’ antes de jogo decisivo na Libertadores

Com um mês de Santos FC, Holan destaca boa relação com elenco e ‘mini pré-temporada’ antes de jogo decisivo na Libertadores

O técnico Ariel Holan completou nesta quinta-feira (1) exatamente um mês no comando do Santos FC. Apresentado oficialmente no primeiro dia de março, o treinador argentino já comandou a equipe em quarto partidas na temporada, e acabou ‘ganhando’ de surpresa um período de duas semanas apenas para treinos com o elenco do Peixe após a paralisação do Campeonato Paulista por conta da pandemia de Covid-19.

A ‘mini’ pré-temporada aconteceu justamente no momento que antecede o confronto mais importante do Alvinegro Praiano sob o comando de Holan. Na próxima terça-feira (6), o Santos FC visita o San Lorenzo, às 21h30 (de Brasília), no estádio Nuevo Gasómetro, na Argentina, pelo duelo de ida da terceira fase da Conmebol Libertadores de 2021.

“Estou muito feliz de completar esse primeiro mês no clube. É um prazer grande estar aqui e quero aproveitar ao máximo essa fantástica oportunidade. Tivemos aqui uma mini pré-temporada, bem mini mesmo, e bem atípica, já que só aconteceu por conta da paralisação dos jogos. Mesmo assim tem sido um período muito importante para somar aos nossos trabalhos com a equipe. Sem dúvida nenhuma sei que vamos seguir crescendo na medida que fomos treinando a cada semana”, afirmou Ariel.

O comandante santista também destacou que o Peixe buscará o ataque diante do San Lorenzo mesmo fora de casa e ressaltou o estilo de jogo que vem buscando implantar na equipe durante as últimas semanas de treinamentos.

“O Santos FC tem que ser ofensivo e buscar o gol independentemente do local onde vamos jogar. Trabalhamos bastante essa semana, e esperamos fazer um grande jogo em Buenos Aires e também na volta, aqui no Brasil. Os jogadores estão entendendo o estilo que jogo que queremos, que é de muita posse de bola e buscar, através dessa posse, a verticalidade para chegarmos ao gol. E na defesa queremos ser um time que exerça a pressão a cada momento, forçando o erro e a retomada da posse. Tudo isso está em fase de aprendizado. Eles entendem tudo que queremos, mas a eficácia vai crescendo conforme os dias de trabalho”, disse.

Fora das quatro linhas, Holan vem se destacando também pelo ótimo ambiente criado com o elenco alvinegro. Sempre sorridente quando não está no treino, o técnico argentino ressaltou a ‘família Santos FC’, mas deixou claro que dentro de campo a cobrança é forte com todos os jogadores.

“Também é muito importante ter uma boa relação com os atletas. O Soteldo pediu para nós após o jogo contra o Deportivo Lara para permanecer alguns dias com seus familiares, então demos essa liberação de quatro dias, mas lamentavelmente ele teve esse problema com o voo. Também fizemos isso com o Jean Mota, que foi papai hoje e está no hospital curtindo seu filho. Somos uma família aqui dentro e temos que estar todos juntos. Temos que pensar também nas pessoas, pois os atletas são humanos. Porém, todos nós temos que saber separar as coisas, então no campo de jogo eu sou bem exigente e preciso tirar o melhor de todos eles”, afirmou Ariel.

Por fim, o técnico argentino comentou o esforço que vem fazendo para aprender a língua portuguesa. Com apenas um mês no Brasil, o comandante já se arrisca em diversas palavras em português e quer seguir melhorando rapidamente.

“Peço perdão pelo meu português, pois ainda estou na segunda aula. Na próxima semana vou fazer a terceira aula. Eu e minha mulher queremos muito aprender português o mais rápido possível. É muito importante para a comunicação com jogadores, e também porque estamos vivendo no Brasil, então queremos falar corretamente a língua local. Vou tentando falar sempre, mesmo com alguns erros às vezes, pois a prática é muito importante. Quero sempre falar amanhã melhor do que falei hoje”, concluiu Holan.

(Foto: Ivan Storti/ Santos FC)