Campeão dos Campeões Mundiais!

Campeão dos Campeões Mundiais!

Por Guilherme Guarche do Centro de Memória
Colaboração Wesley Miranda (ASSOPHIS)

Rildo da Costa Menezes, caçula dos oito filhos do casal Antônio da Costa Menezes e Maria Judite da Costa Menezes. Nasceu no dia 23 de janeiro de 1942 no Bairro do Arruda em Recife.

De Recife para o Rio de Janeiro, o jovem Rildo ainda com 17 anos, foi integrado ao Botafogo no começo de 1960. No clube carioca, teve companheiros como Garrincha, Didi, Amarildo, Zagallo e seu mestre e ídolo Nilton Santos.

No time carioca enfrentou o Santos de Pelé e Cia, e tinha Dorval como o atacante mais difícil de marcar: “O Dorval era muito ágil e driblava das maneiras mais desconcertantes que se podia imaginar”

Já consagrado no futebol com passagens pela Seleção – jogou a Copa de 1966 e marcou um gol na derrota de 3 a 1 para a Portugal – Rildo finalmente integrou ao Santos no ano de 1967.

Estreia com gol

Rildo estreou no Santos perto de completar 25 anos, em 15 de janeiro de 1967, num amistoso contra a Seleção de Mar del Plata, na Argentina. Vitória do Peixe por 4 a 1 com o terceiro gol do Santos, aos 25 minutos do segundo tempo, anotado por ele.

Dono de um grande carisma, não demorou muito para que Rildo conquistasse a torcida santista. Sabia jogar duro quando era necessário, mas também era dono de uma boa técnica, ótima marcação, posicionamento correto e uma ótima técnica para desarmar o adversário com raça e carrinhos precisos, talvez a sua grande marca!

De 1967 a 1972, Rildo disputou com a camisa do Santos 325 jogos, anotando 11 gols.

Entre as principais conquistas pelo Santos, estão o Tricampeonato Paulista 1967/68/69, Campeonato Brasileiro 1968, Recopa Sulamericana dos Campeões Mundiais e da Recopa dos Campeões Mundiais, que deu ao Santos o título de Campeão dos Campeões Mundiais!

Esse texto foi escrito em homenagem ao santista Manoel Ostenil Miranda, pai do autor desse artigo, falecido em 21 de janeiro de 2021.