A conquista do Troféu Ibéria

A conquista do Troféu Ibéria

Por Guilherme Guarche do Centro de Memória

Por ter sido o vencedor do Torneio Hexagonal do Chile, o Santos recebeu e trouxe para a Vila Belmiro, o vistoso Troféu Ibéria que se encontra em exposição no Memorial das Conquistas Milton Teixeira, nas dependências do Estádio Urbano Caldeira.

Para ter o troféu em sua galeria de conquistas, o time santista comandado pelo técnico Luiz Alonso Perez, o Lula, venceu no dia 2 de fevereiro de 1965 a equipe da Universidad do Chile, bicampeã chilena, pelo placar de 3 a 0, com gols de Dorval, Pelé e Zito

Na partida final, disputada no Estádio Nacional de Santiago, o Alvinegro formou com Laércio, Lima, Joel, Haroldo e Geraldino; Zito e Mengálvio; Dorval (Peixinho), Toninho Guerreiro, Pelé e Pepe (Ismael).

Essa foi a partida de nº 2122 do clube praiano desde sua fundação em abril de 1912. Nesse badalado certame, o Alvinegro mais famoso do mundo disputou cinco partidas, vencendo quatro e perdendo uma, marcou 16 e sofreu 10 gols.

Os artilheiros do Alvinegro da Vila Belmiro foram Pelé com seis gols, Dorval com quatro, Toninho Guerreiro com três, Coutinho com dois e Zito com um gol.

O Peixe venceu além do time da Universidad do Chile, as equipes do Universidad Católica (2 a 1), Seleção da Tchecoslováquia (6 a 4) e o Club Social y Deportivo Colo-Colo (3 a 2) e perdeu para o River Plate da Argentina (3 a 2).

Retrospecto

O Santos voltaria a vencer esse torneio novamente nos anos de 1968, 1970 e por último no ano de 1977. Contra equipes chilenas até os dias atuais, o Peixe jogou exatas 41 partidas, vencendo em 27 delas, empatando em cinco e perdendo nove vezes.

Nesses confrontos, dentro e fora do Brasil, o time marcou 105 e sofreu 55 gols. A última vez em que enfrentou uma agremiação do país situado nas Cordilheiras dos Andes foi no dia 26 de setembro de 2012, quando venceu a Recopa Sul-Americana pela segunda vez. Nessa conquista o time da Vila Belmiro derrotou o Universidad do Chile por 2 a 0, com gols de Neymar e Bruno Rodrigo.